Após brigas e morte STJD interdita Mané Garrincha

Redação


A morte de um torcedor, a prisão de 30 trorcedores e ferimentos em três policiais militares, fez com que o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Caio Cesar Rocha, interditasse na quarta-feira (8), o Estádio Mané Garricha,em Brasília, para realização de partidas de futebol. A decisão acontece dias depois das brigas no intervalo de Flamengo e Palmeiras, quando torcedores palmeirenses tentaram invadir a área da torcida rubro-negra e houve confronto com a PM.

Para Rocha, o local não reúne condições para receber partidas com a devida segurança. A interdição deverá ser mantida até que sejam apresentadas soluções que garantam a plena segurança do estádio. A decisão, em caráter liminar, se restringe para realização de jogos de futebol e não se aplica a outros eventos, segundo informações do portal Agência Brasil.

“O Estádio Mané Garrincha não reúne condições para receber partidas com a devida segurança, até que sejam apresentadas soluções que garantam a completa segurança no estádio, seja em relação à própria infraestrutura da arena, seja em relação à elaboração de protocolos de segurança específicos para tal estádio”, argumentou o presidente do STJD.

Previous ArticleNext Article