Árbitro de lambança no clássico paulista ganha 60 dias de gancho

Redação


O árbitro Thiago Duarte Peixoto ganhou 60 dias de gancho. Protagonista da lambança no clássico entre Corinthians e Palmeiras, em que mesmo alertado do erro insistiu na expulsão de Gabriel, ao invés de Maycon, Peixoto foi julgado na tarde de segunda-feira (6) pela Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). O árbitro chegou a dar entrevista após o jogo, vencido pelos corintianos, em que assumiu o erro.

Apesar disso, afirmou que não foi informado por seus auxiliares, o que se comprovou ser contraditório, pois as câmeras chegaram a mostrar um de seus auxiliares dizendo “não foi Gabriel”, após o árbitro expulsar o atleta.

Após o julgamento, o meia corintiano Gabriel teve sua expulsão anulada, mas ainda assim cumprirá suspensão automática contra a Ponte Preta, no final de semana, por ter levado três cartões amarelos.

Assim como já havia feito horas depois do Dérbi, ainda na Arena, em Itaquera, Thiago Duarte Peixoto admitiu o erro no tribunal, mas disse não ter sido informado pelos auxiliares que Gabriel não foi o autor da falta.
Durante o julgamento, o clube foi punido em R$ 10 mil por causa de sinalizadores utilizados por torcedores antes da partida.

Previous ArticleNext Article