Argentina fora da Copa? Saiba quais as chances

Francielly Azevedo


A rodada desta terça-feira (5) das eliminatórias sul americanas para a Copa do Mundo de 2018 deixou Uruguai virtualmente classificada, praticamente acabou com qualquer chance do Equador, e deixou a Argentina em situação complicada. Mas, a duas rodadas do final da competição, apenas a seleção brasileira já pode comprar as passagens para a Rússia, enquanto bolivianos e venezuelanos sabem que vão assistir ao mundial pela televisão. Depois de empatar em casa com a lanterna Venezuela, a Argentina precisa de quatro pontos em dois jogos para não depender de outros resultados para chegar a Copa. De acordo com o site Chance de Gol, do UOL, a chance de os hermanos não conseguirem uma das quatro vagas diretas para o mundial é de 31%

O maior beneficiado na rodada foi o Uruguai, que conseguiu uma importante vitória por 2 a 1 sobre o Paraguai fora de casa e subiu para a segunda posição, com 27 pontos. Com mais de 99% de chances de classificação para a Copa, segundo, a Celeste está garantida, ao menos na repescagem.

Mesmo caindo para o terceiro lugar, a Colômbia não tem do que reclamar do empate em 1 a 1 com o Brasil. Beneficiada por tropeços de seus adversários, a seleção de Falcão Garcia soma 26 pontos e só fica fora da Copa se acontecer uma improvável combinação de resultados.

As outras duas vagas diretas para a Copa e a vaga na repescagem têm, cinco pretendentes na disputa. Apenas três pontos separam o quarto colocado (Peru – 24 pontos) do sétimo (Paraguai). O Peru entrou de vez na briga com uma surpreendente vitória sobre o Equador, por 2 a 1, fora de casa, que praticamente eliminou os equatorianos (20 pontos).

Duas das grandes forças do futebol sul americano na atualidade decepcionaram contra adversários fracos e se complicaram na disputa. A Argentina empatou em casa com a lanterna Venezuela em 1 a 1, e, hoje, teria que disputar uma vaga na repescagem contra a Nova Zelândia.  Campeão das duas últimas edições da Copa América, o Chile perdeu para a Bolívia por 1 a 0, caiu para sexto e hoje estaria fora da Copa.

Para se garantir no mundial, a Argentina precisa, nas duas últimas rodadas, em outubro, vencer o confronto direto com o Peru, em casa e, ao menos, empatar com o Equador na última rodada. Caso contrário, dependerá de tropeços de Peru, Chile e Paraguai. E o Brasil, pode definir o destino da Argentina, já que recebe o Chile, na última rodada, dia 10 de outubro, podendo ajudar ou atrapalhar o objetivo dos hermanos.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.