Arthur revela desejo de atuar com Neymar no Barcelona

Vinicius Cordeiro

Arthur Neymar

Arthur quer estar no mesmo clube de Neymar. O craque brasileiro está negociando sua volta ao Barcelona após defender o PSG por duas temporadas.

Questionado se gostaria de dividir vestiário com seu companheiro de seleção brasileira, Arthur não hesitou.

“Claro. Acredito que não só eu, mas todos. É um grande jogador e, quanto mais grandes jogadores ao lado, melhor”, disse na zona mista após a goleada do Brasil sobre o Peru por 5 a 0.

Vale lembrar que Neymar foi cortado da Copa América por uma ruptura no ligamento do tornozelo direito.

NEGOCIAÇÕES

Já é público que Neymar é querido pelos ex-companheiros do Barça, incluindo os mais influentes do vestiário catalão. Lionel Messi, Luis Suárez e Gerard Piqué torcem pelo seu retorno. Existe até um boato que o argentino disse ao presidente Josep Maria Bartomeu para “se esforçar” no retorno de Neymar.

Uma das possibilidades do acordo, segundo o Globoesporte.com, é que o Barça dê 100 milhões de euros e ceda três jogadores ao PSG.

Por outro lado, o repórter Gonçalo Junior, do Estadão, noticiou que o clube espanhol teria exigido três condições para repatriar o jogador.

A primeira é que o brasileiro aceite uma diminuição salarial. Hoje, Neymar recebe 30 milhões de euros (cerca de R$ 112 milhões) por ano. Já a segunda é que o jogador retire um processo contra o Barcelona. Ele reivindica um bônus de renovação avaliado em 26 milhões de euros.

Por fim, Neymar precisa declarar, publicamente, que errou ao sair do Barça em 2017. Vale lembrar que o PSG desembolsou R$ 222 milhões de euros (819 milhões de reais) para contar com o brasileiro.

Entretanto, o problema maior seria uma relação desgastada entre as diretorias de PSG e Barcelona, já que o clube espanhol tentou a contratação de Thiago Silva, Marquinhos e Verratti. Com isso, a pedida do PSG por Neymar deve ser em torno dos 300 milhões de euros, segundo o jornal Le Parisien.

CONCORRÊNCIA

O Real Madrid também está de olho em Neymar e pode fazer uma proposta para contar com o atleta de 27 anos. O que pesa contra é a contratação do belga Eden Hazard, que atua na mesma posição que o brasileiro.

Além disso, o presidente do PSG, Nasser Al Khelaifi deu uma entrevista à revista “France Football” e deixou um recado claro ao brasileiro.

“Ninguém obrigou Neymar a assinar conosco. Ninguém o forçou. Ele veio conscientemente para participar de um projeto. Quero jogadores que deem tudo para defender a honra da camisa e se associar ao projeto do clube. Claro que há contratos a serem respeitados, mas a prioridade é a total associação ao nosso projeto”.

Ou seja, as coisas realmente caminham para a saída de Neymar.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="633536" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]