Artilheiros brilham, Atlético-MG goleia o Fluminense e vira vice-líder

Nenhuma outra equipe do Campeonato Brasileiro tem tantos gols em seus jogos como o Atlético-MG. E não foi diferente cont..

Folhapress - 10 de junho de 2018, 18:25

Foto: Divulgação Atlético-MG
Foto: Divulgação Atlético-MG

Nenhuma outra equipe do Campeonato Brasileiro tem tantos gols em seus jogos como o Atlético-MG. E não foi diferente contra o Fluminense, neste domingo (10), no Independência, pela 11ª rodada. Numa partida de cinco gols o Galo venceu o Tricolor por 5 a 2. São 3 gols em 11 jogos -22 marcados e 16 sofridos. Com um ataque tão poderoso, o Galo se dá ao luxo de ter os dois artilheiros da competição. Róger Guedes chegou ao oitavo gol e Ricardo Oliveira marcou pela sexta vez.

O triunfo faz o Atlético subir duas posições. O Galo agora é o segundo colocado, atrás apenas do Flamengo. Já o Fluminense completou quatro rodadas sem vencer e despencou das primeiras colocações para a segunda parte da classificação e vai chegar na parada para a Copa do Mundo bem distante dos líderes.

Como Luan reclamou de fadiga muscular, a comissão técnica do Atlético optou por segurar o camisa 27 para o segundo tempo. Tomás Andrade foi o escolhido para começo para começar como titular. O argentino entrou com moral, já que na rodada anterior havia marcado o primeiro gol pelo Galo, diante do América. E Tomás correspondeu. Participou intensamente do ataque foi dele o gol da vitória atleticana.

Bastante questionado pela torcida nas rodadas anteriores, apesar do gol anotado no clássico com o América-MG, o equatoriano Cazares foi o pior jogador do Atlético diante do Fluminense. Apesar da falha de Patric, no segundo gol do time carioca, o camisa 10 do Galo esteve numa tarde apagada no Independência. Foi substituído no começo do segundo tempo e bastante vaiado pelos torcedores.

Foram duas rodadas fora do time por causa de uma lesão na coxa esquerda. E o retorno do artilheiro Pedro, do Fluminense, na temporada não poderia ser diferente. Pedro foi titular contra o Atlético e marcou um dos gols da equipe tricolor. Pedro ainda teve ótima chance no começo do segundo tempo, mas bateu por cima do gol defendido por Victor. O centroavante do Flu também teve a bola do empate, quando estava 3 a 2 para o Galo, mas novamente finalizou para fora.

Cinco minutos antes de fazer o gol da vitória atleticana, Tomás Andrade teve muito azar em um chute de fora da área. O argentino tirou a marcação e finalizou bem. A bola bateu na trave, nas costas do goleiro Júlio César e novamente na trave. Um lance de azar para o argentino, que na sequência teve a boa atuação premiada com gol.

O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, garantiu que seu clube certamente estaria entre os três primeiros colocados do Brasileirão até a parada para a Copa do Mundo. Restando uma rodada para a paralisação da competição, o Galo depende apenas dele para ficar entre os três primeiros colocados. Nesta quarta-feira o time alvinegro recebe o Ceará, no Independência. Uma vitória simples garante pelo menos a terceira colocação.