Ashleigh Barty ganha o Australian Open e acaba com jejum de 44 anos

Ashleigh Barty derrotou Danielle Collins, conquistou o Australian Open pela primeira vez e encerrou um jejum de 44 anos sem título de uma tenista australiana

Pedro Melo - 29 de janeiro de 2022, 07:48

(Divulgação/Australian Open)
(Divulgação/Australian Open)

Com uma campanha impecável, Ashleigh Barty ganhou o título do Australian Open de 2022 e encerrou um jejum de 44 anos sem título de uma tenista australiana na chave de simples. Na grande final, a número um do mundo venceu a norte-americana Danielle Collins por 2 sets a 0, parciais de 6-3 e 7-6 (7-2), em 1h29min de partida.

A última australiana campeã em simples no Australian Open havia sido Chris O'Neil, em 1978. Desde então, cinco tenistas, entre homens e mulheres, chegaram à final do primeiro Grand Slam da temporada, mas ficaram com o vice-campeonato.

Ashleigh Barty alcançou o primeiro título em Melbourne logo em sua estreia na final. Anteriormente, a australiana parou na semifinal em 2020 e nas quartas em 2019 e 2021. Nas três ocasiões, já tinha a expectativa dela ser campeã.

Além do Australian Open de 2022, Barty, que vai aumentar a liderança no ranking da WTA, já conquistou outros títulos de Grand Slam. A australiana também conquistou Roland Garros, em 2019, e Wimbledon, em 2021.

ASHLEIGH BARTY LEVA SUSTO, MAS GANHA O AUSTRALIAN OPEN SEM PERDER SETS

Com a pressão de conquistar o título em casa, Barty encarou break-point ainda no quinto game do primeiro set, mas se salvou. Na sequência, ele aproveitou a primeira chance de quebrar o saque de Collins e abriu vantagem.

A quebra foi o que a australiana precisava para ficar mais tranquila em quadra. A número um do mundo apenas administrou a vantagem e fechou a primeira parcial em 6-3.

Já no segundo set, a situação foi bem diferente. Collins se impôs desde o início, abriu duas quebras de vantagem e chegou a ter 5-1 e saque para empatar a partida. Porém, Barty mostrou o motivo de ser a número um do mundo e reagiu rapidamente.

A australiana devolveu as duas quebras e levantou a torcida novamente na Rod Laver Arena. No tie-break, Barty dominou desde o início, fechou em 7-3 e comemorou o título do Australian Open pela primeira vez na história e sem perder nenhum set ao longo da competição.