Athletico: António Oliveira explica planejamento de utilizar elenco principal na vitória sobre o Paraná

Pedro Melo

António Oliveira - Athletico x Paraná - Paranaense

O técnico António Oliveira explicou qual foi o planejamento do Athletico na vitória por 2 a 0 sobre o Paraná Clube, na ida das quartas de final do Campeonato Paranaense. Na véspera do clássico, a comissão técnica decidiu reforçar a equipe do estadual com jogadores do elenco principal.

Dos considerados titulares do time que disputa a Sul-Americana, o goleiro Santos e o zagueiro Thiago Heleno começaram o jogo na Vila Capanema. O lateral-direito Khellven e o atacante Nikão ainda entraram na segunda etapa.

“Foi a melhor equipe que eu tinha para abordar esse jogo. Somos um elenco grande, onde 23 jogadores neste caso que estavam todos preparados de acordo com o adversário. Existe uma densidade muito grande, aquilo que tínhamos para treinar já fizemos e agora é atacar o que temos que atacar, começando na quinta-feira. Vamos enfrentar uma equipe perigosa, que vem despreocupada e com quatro vitórias consecutivas. Vamos preparar de forma séria e jogar mais uma vez muito séria”, avaliou António Oliveira.

Quem também ganhou uma chance foi o atacante Matheus Babi, reserva do elenco principal e que marcou pela primeira vez com a camisa do Athletico. Para o técnico rubro-negro, o centroavante é importante para o grupo e não tem o trabalho apenas de marcar gols.

“Vai ser o primeiro de muitos gols. Muitas de vezes o centroavante não pode viver só dos gols. Ele cria espaços para que outros possam atacá-los e serem os protagonistas finais. Muita gente não toca na bola e são importantes para o gol. O Babi é um jogador que a gente confia muito e vai nos ajudar muito. É um menino fantástico e as pessoas com o tempo vão perceber quem é o Matheus. O trabalho do Babi não é exclusivamente de marcar gols”, disse o comandante.

INDEFINIÇÃO DA PARTIDA DE VOLTA ENTRE ATHLETICO E PARANÁ

A partida de volta na Arena da Baixada ainda não tem data definida pela Federação Paranaense de Futebol (FPF). Com o início do Campeonato Brasileiro no final de semana, o calendário ficou ainda mais apertado. Sem perspectiva de quando será o próximo jogo pelo estadual, o treinador evitou fazer qualquer projeção.

“É muito prematuro falar do jogo da volta. Nem data marcada tem e não sei quando será. Muitas coisas podem acontecer até que esse jogo seja agendado. Evidente que foi um jogo muito consisto da nossa equipe, com altos e baixos e ainda estamos a procura da estabilidade. Quero, como líder desse grupo, que a vitória seja algo natural para a gente. Dois a zero é uma margem importante, mas não olhamos para essa margem. Quando tivermos que jogar novamente, teremos a mesma seriedade para vencer o jogo novamente”, afirmou Oliveira.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="765974" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]