Athletico toma susto e fica no empate contra a Chapecoense

Vinicius Cordeiro

athletico chapecoense campeonato brasileiro

O Athletico-PR saiu atrás do placar, mas conseguiu arrancar o empate por 1 a 1 com a Chapecoense neste domingo, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O atacante Arthur Gomes colocou os catarinenses na frente, mas Nikão, em cobrança de falta, igualou tudo. O próprio meia athleticano e o atacante Marco Ruben ainda carimbaram a trave, mas o triunfo rubro-negro não saiu.

O duelo, válido pela 22ª rodada, aconteceu na Arena da Baixada, em Curitiba, e contou com um público de 13.669 pessoas.

Com o resultado, o Athletico chega aos 31 pontos e aparece na nona posição.

O Furacão vinha da goleada sobre o Fortaleza na última rodada e do título da Copa do Brasil. Classificado para a Libertadores em 2020, o clube briga para terminar na melhor posição do campeonato por causa da premiação.

A Chape segue na lanterna do Brasileirão com 15 pontos. O time comandado por Marquinhos Santos voltou a pontuar após cinco derrotas seguidas. Para se ter noção, o último triunfo da equipe foi no dia 18 de agosto no clássico contra o Avaí.

PRÓXIMOS JOGOS

O Athletico se prepara para enfrentar o Bahia. O duelo está marcado para o próximo sábado (5), às 19h, na Arena Fonte-Nova.

Do outro lado, a Chape vai encarar o líder Flamengo. A partida vai acontecer no domingo (6), às 16h, na Arena Condá.

ATHLETICO É MELHOR, MAS CHAPE SAI NA FRENTE

Marcelo Cirino lamenta uma das chances perdidas. (Geraldo Bubniak / AGB)

O Athletico foi melhor em todo o primeiro tempo, mas não foi eficiente nas 13 finalizações que teve. Marcelo Cirino, Rony, Léo Cittadini deram muito trabalho. Aos 14 minutos, Léo Pereira chegou a marcar, mas a arbitragem pegou o impedimento do zagueiro.

Aos 30 minutos, a Chape abriu o placar. Em um contra-ataque rápido, Roberto cruzou rasteiro para Arthur Gomes completar para as redes.

Na etapa final, o Furacão seguiu em cima. Logo aos três minutos, Nikão carimbou a trave em um voleio. Oito minutos mais tarde, o camisa 11 decretou o empate. Ele soltou uma pancada em cobrança de falta e acertou o canto da meta defendida por Tiepo.

Com a igualdade, o Athletico se lançou ao ataque de vez aos 23 minutos, quando Tiago Nunes sacou o volante Wellington para o atacante Marco Ruben entrar no jogo.

Aos 38, o argentino aproveitou a cobrança de escanteio e testou firme para carimbar a trave.
Previous ArticleNext Article