Athletico vence Coritiba com gol no último lance do clássico

Coxa foi melhor na partida, mas não soube aproveitas oportunidades. Furacão conseguiu a vitória com gol de pênalti no último lance de jogo

Gabriel Sawaf - 19 de junho de 2022, 18:21

(Foto: Geraldo Bubniak/AGB)
(Foto: Geraldo Bubniak/AGB)

O Athletico venceu o Coritiba por 1 a 0 em clássico disputado na tarde deste domingo (19), no Couto Pereira, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol da vitória foi marcado por Khellven, no último minuto de jogo. 

Com o resultado, o Athletico permaneceu na quarta colocação, 21 pontos. Já o Coritiba chegou a 5 jogos sem vencer e caiu para a 15ª posição, 15 pontos. 

PRÓXIMOS JOGOS 

O Coritiba volta a campo pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro na próxima sexta-feira (24), às 21h30, para encarar o Internacional, no Beira-Rio. Já o Atheltico enfrenta o RB Bragantino no sábado (23), às 16h30, na Arena da Baixada. Antes disso, na quarta-feira (22), o Furacão encara o Bahia, na Fonte Nova, às 19h30, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

LEIA TAMBÉM: Verstappen segura pressão de Sainz no fim da prova e vence GP do Canadá

COXA É SUPERIOR NA PRIMEIRA ETAPA, MAS NÃO CONSEGUE ABRIR O PLACAR

As duas equipes vieram com alterações para o clássico. No Coxa, Diego Porfírio entrou na lateral esquerda. Matheus Alexandre e Willian Farias, que estavam lesionadas, retornaram ao time titular. No gol, Rafael William iniciou a partida. Já no Furacão, Pedrinho e Erick assumiram a vaga dos suspensos Abner e Hugo Moura, respectivamente, e Pablo Silles entrou no lugar de Matheus Fernandes.

Quem começou o clássico em cima foi o Athletico, que teve a primeira oportunidade antes do primeiro minuto, com Pedro Henrique acertando a trave após sobra de cobrança de escanteio. O Coxa respondeu aos três, também na bola parada, após Igor Paixão subir e cabecear por cima do gol.

A partida ficou truncada, com o Coxa tendo mais ações ofensivas. Aos 16’, duas grandes oportunidades. Adrian Martinez recebeu na área e chutou para a defesa de Bento. Na sobra, Igor Paixão chutou para fora.

Aos 19’ Igor Paixão fez boa jogada pela direita, tocou para Alef Manga, que chutou, com desvio, por cima do gol. Três minutos depois, uma grande oportunidade para cada lado. Primeiro, Pablo fez jogada pela esquerda e serviu Cuello, que parou em boa defesa de Rafael William. No contra-ataque, Manga arrancou a chutou para defesa de Bento.

O Coxa seguia tendo mais oportunidades. Aos 32’, Adrian Martinez fez o pivô para Alef Manga, que chutou para fora. Aos 36’, Martinez votlou a acionar Manga, que na primeira parou em Bento e, no rebote, fez o gol. Porém o auxiliar pegou o impedimento, que foi confirmado pelo VAR.

Após o gol anulado, o Verdão seguiu melhor. Aos 39’, Thonny Anderson recebeu na área e chutou pela rede do lado de fora. Depois, aos 45’, Paixão recebeu cruzamento, cabeceou e a bola não entrou porque desviou na defesa. No escanteio, Castan desviou por cima do gol.

A última chance da primeira etapa foi alvinegra. Aos 42’, Roger Guedes disputou bola com Pedro Henrique na pequena área, a bola desviou no defensor e Bento evitou o gol da equipe paulista.

FURACÃO MARCA GOL DA VITÓRIA NO ÚLTIMO LANCE

Antes da segunda etapa, o gramado do Couto Pereira sofreu a invasão de um torcedor, que percorreu metade do gramado do Couto, cumprimento Alef Manga e depois ainda conseguiu dar um empurrão em Pablo.

Com bola rolando, o Coxa seguiu melhor e criando chances. Aos 5’, Castan cabeceou e Bento fez grande defesa. No minuto seguinte, Thonny Anderson invadiu a área e bateu firme, mas a bola desviou em Nico Hernández e foi por cima do gol.

Apesar de seguir mais com a bola, o Verdão não conseguiu chegar com tanta intensidade no ataque. Somente aos 17’ a equipe alviverde teve uma oportunidade, com Diego Porfírio, que chutou cruzado por cima do gol.

O Furacão conseguiu subir a marcação e equilibrar a partida, mas não conseguia criar oportunidades. Quem chegou foi o Coritiba. Aos 29’, a bola veio da lateral e cruzou a área, até Igor Paixão chutar por cima do gol.

A primeira oportunidade do Furacão na segunda etapa foi só aos 34’, porém levou muito perigo. Cuello levantou na área, Vitor Roque veio por trás da defesa e cabeceou para boa defesa de Rafael William.

Já no final do jogo, Diego Porfírio fez falta em Vitor Roque e recebeu o segundo amarelo. Com a expulsão, o Furacão ficou com um a mais nos minutos finais e inicou uma pressão. Aos 43', Pablo Silles finalizou de longe e quase acertou o ângulo.

Aos 50', Rafael William derrubou Vitor Roque em cruzamento na área. Pênalti, que Khellven, aos 54', bateum bem e marcou o gol da vitória athleticana. 

FICHA TÉCNICA – CORITIBA X ATHLETICO

Data, horário e local: domingo (18/06/2022), às 16h, no Couto Pereira, em Curitiba. 

Gol: Khellven, aos 54 minutos do segundo tempo (CAP)

Cartões amarelos: Adrian Martinez, Diego Porfírio e Rafael William (CFC); Pablo, Pablo Silles, Pedro Henrique e Matheus Babi (CAP)

Cartões vermelhos: Diego Porfírio e Warley (CFC)

Coritiba: Rafael William; Matheus Alexandre, Henrique, Luciano Castán e Diego Porfírio; Willian Farias, Galarza e Thonny Anderson (Léo Gamalho); igor Paixão, Alef Manga (Warley) e Adrian Martinez (Guilherme Biro). Técnico: Gustavo Morínigo

Athletico: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nico Hernández e Pedrinho; Erick, Pablo Silles (Vitor Bueno) e David Terans (Matheus Babi); Cuello, Marcelo Cirino (Léo Cittadini) e Pablo (Vitor Roque). Técnico: Luiz Felipe Scolari. 

Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA/SP), auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP) e Evandro de Melo Lima (SP). A responsável pelo árbitro de vídeo (VAR) foi Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA/SP). 

Veja a tabela do Brasileirão