Palmeiras empata com o Athletico-PR e vê Flamengo aumentar vantagem

Vinicius Cordeiro

palmeiras athletico

Com gols de Marcelo Cirino e Deyverson, Athletico-PR e Palmeiras empataram por 1 a 1 pela 27ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o time paulista segue na vice-liderança do campeonato, mas viu o Flamengo, que venceu o clássico contra o Fluminense, abrir 10 pontos de vantagem no topo da tabela.

O duelo deste domingo (20) foi realizado na Arena da Baixada, em Curitiba, e contou com um público de 19.973 pessoas.

Com o resultado, o Athletico se mantém a nona posição. Com 39 pontos, o time comandado por Tiago Nunes ainda quer terminar a Série A entre os seis primeiros colocados.

Vale lembrar que o Furacão se sagrou campeão da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história. Contudo, o time ainda mira a premiação do Campeonato Brasileiro.

PRÓXIMOS JOGOS

Athletico e Palmeiras voltam a campo no próximo domingo (27).

Às 16h, o Furacão recebe o Goiás na Arena da Baixada.

Já às 18h, o Palmeiras visita o Avaí, lanterna da Série A, na Ressacada, em Florianópolis.

CIRINO ARTILHEIRO E DEYVERSON ENCERRA JEJUM

Marcelo Cirino assumiu a artilharia do Athletico no Brasileirão. (Geraldo Bubniak / AGB)

O jogo foi bastante agradável e o Athletico abriu vantagem logo aos seis minutos. Adriano recebeu na ponta esquerda e deu uma finta em Felipe Melo antes de cruzar na cabeça de Marcelo Cirino. O camisa 10 ajeitou o corpo e testou firme para balançar as redes.

Com isso, Cirino chegou a sete gols marcados no Campeonato Brasileiro, assumindo a artilharia do Rubro-Negro.

O Palmeiras cresceu e fez com que o Furacão recuasse, tentando explorar os contra-ataques. Entretanto, quem levou a melhor foram os visitantes. Willian cruzou na área e Deyverson, bem no jogo, se antecipou à zaga para cabecear firme.

O atacante, que virou reserva de Luiz Adriano nesse ano, encerrou um jejum de 13 jogos sem marcar.

Deyverson comemorando gol na Arena da Baixada. (Geraldo Bubniak / AGB)

Na etapa final, o que sobrou foi reclamação sobre a arbitragem. Primeiro, os jogadores do Athletico reclamaram de um suposto pênalti de Vitor Hugo em Marcelo Cirino, mas o juiz Ricardo Marques Ribeiro assinalou uma falta de Marco Ruben na jogada.

Depois, os palmeirenses ficaram na bronca. Jean ficou caído no gramado e o árbitro não parou o jogo para atendimento do jogador. Para completar, os paulistas pediram pênalti em uma disputa de Bruno Henrique com o goleiro Léo.

Entre as chances de gol, Rony apareceu pelo Furacão. O atacante arriscou dois bons chutes, mas acabou errando o alvo. Já pelo Palmeiras, Willian obrigou Léo a fazer boa defesa.

Marco Ruben sendo marcado por Felipe Melo. (Geraldo Bubniak / AGB)

Previous ArticleNext Article