Athletico cede empate nos acréscimos ao União pelo Paranaense

O Athletico Paranaense empatou com o União Beltrão por 2 a 2 na noite deste domingo (6) e perdeu a chance de encostar na liderança do Campeonato Paranaense.

Jorge de Sousa - 06 de fevereiro de 2022, 21:01

Novo 0
Novo 0

O Athletico Paranaense empatou com o União Beltrão por 2 a 2 na noite deste domingo (6) e perdeu a chance de encostar na liderança do Campeonato Paranaense.

Reinaldo e Davi Freitas marcaram na primeira etapa os gols do Athletico na Arena da Baixada, em Curitiba. Mas Luccas Barreto e Rodrigo Jesus buscaram o empate para o União.

O empate deixou o Athletico na sexta colocação, com sete pontos, cinco abaixo do líder Operário.

Já o União segue na lanterna do Paranaense, com apenas um ponto ganho em cinco partidas.

As duas equipes voltam a campo nesta quinta-feira (10). O União viaja para Pato Branco enfrentar o Azuriz, enquanto o Athletico recebe o Rio Branco.

ATHLETICO DESPERDIÇA CHANCES E CEDE EMPATE NO ÚLTIMO MINUTO

O Athletico conseguiu abrir o placar logo no primeiro minuto da partida. Léo Ataíde recebeu na direita e rolou para a entrada da área, onde Reinaldo finalizou colocado no canto direito.

Nova chance do Athletico aos 18 minutos. Rômulo cobrou falta da entrada da área no canto direito e Flaysmar ficou com a bola.

O União conseguiu responder aos 23 minutos. Wellisson arriscou finalização, a bola desviou na marcação e quase entrou no canto esquerdo.

O Athletico ampliou o marcador aos 32 minutos. Reinaldo cruzou da direita e Davi Araújo apareceu na área para testar para as redes.

Anderson salvou o Athletico aos 46 minutos. Gustavo ganhou pelo alto na área e resvalou de cabeça, com o goleiro espalmando a bola na linha de gol.

Flaysmar voltou a aparecer aos quatro minutos. Reinaldo encontrou Juninho, limpou a marcação e finalizou rasteiro para o goleiro defender.

Nova intervenção de Flaysmar aos 14 minutos. Reinaldo cobrou falta lateral, a zaga do União não afastou e Davi Araújo cabeceou para o goleiro espalmar.

Patrick perdeu grande chance para descontar o marcador aos 19 minutos. O meia foi acionado na área e livre de marcação, finalizou para fora.

O União conseguiu descontar o marcador aos 23 minutos. Lucas Barreto cobrou falta da entrada da área, a bola resvalou na marcação e saiu do alcance de Anderson.

O Athletico teve a chance de abrir vantagem no marcador aos 26 minutos. Pablo Siles cruzou da esquerda e Gabriel Fonseca derrubou Davi Araújo. Pênalti para a equipe, mas Jonathan cobrou a penalidade direto no travessão.

O travessão voltou a impedir o gol do Athletico aos 31 minutos. Reinaldo cobrou falta da entrada da área e acertou a trave superiora.

Flaysmar voltou a aparecer aos 35 minutos. Reinaldo encontrou Julimar na entrada da área e o lateral bateu cruzado para o goleiro defender no canto esquerdo.

Márcio Júnior evitou o terceiro gol do Athletico aos 48 minutos. Reinaldo encontrou Jonathan na área, o atacante limpou o goleiro e tocou para o gol, mas o zagueiro fez o corte encima da linha.

E no último lance da partida, o União conseguiu o empate. Rodrigo Jesus foi acionado na área, finalizou mascado e Wellisson aproveitou a sobra para chutar para o gol.

ATHLETICO PARANAENSE 2 X 2 UNIÃO BELTRÃO

Local: Arena da Baixada, Curitiba

Árbitro: Alter José Ragadali

Assistentes: Wagner Bonfim Ledo e Vinicius Moreira Martins

ATHLETICO PARANAENSE

Anderson, João Vialle (Pablo Siles), Luan Patrick e Lucas Fasson; Leonardo Ataíde (Julimar), Juninho, Pierre (Edu) e Pedrinho (Vinícius Kauê); Davi Araújo, Reinaldo e Rômulo (Jonathan). T.: James Freitas.

UNIÃO BELTRÃO

Flay, Hiaguinho (Márcio Júnior), Gustavo Chapecó, Fandinho e Wender (Lucas Albino); Cavalo (Gabriel Fonseca), Sato (Tibagi), Luccas Barreto e Patrick Data; Flávio (Rodrigo Jesus) e Wellison. T.: Rafael Andrade.

Gols: Reinaldo (1 minuto/1ºT), Davi Freitas (32 minutos/1ºT), Luccas Barreto (23 minutos/2ºT) e Rodrigo Jesus (49 minutos/2ºT)

Cartões amarelos: Pablo Siles (ATH); Gustavo Chapecó, Fandinho, Luccas Barreto e Márcio Júnior (UNI)

LEIA MAIS: Mané se redime de pênalti perdido e dá a Senegal título inédito na Copa Africana