Athletico: Carille cogita escalar David Terans e Marlos juntos

O técnico Fábio Carille admitiu que pode escalar os meias Marlos e David Terans juntos no time titular do Athletico.

Pedro Melo - 15 de abril de 2022, 16:30

(Staff Images/Conmebol e Geraldo Bubniak/AGB)
(Staff Images/Conmebol e Geraldo Bubniak/AGB)

O técnico Fábio Carille admitiu que pode escalar Marlos e David Terans juntos no time titular do Athletico. Em entrevista logo após a estreia na vitória por 1 a 0 sobre o The Strongest, o treinador explicou como seria uma escalação com a dupla e lembrou a formação do Corinthians em 2018.

"Se lembrarem o time de 2018 do Corinthians era Rodriguinho e Jadson, com Clayson e Romero pelos lados. Pode sim, são jogadores próximos da área, com poderes de definição e inteligentes. Mas preciso dos lados bem agudos. Esses jogadores de dentro não ficam enfiados entre os zagueiros, ganham o meio-campo e os jogadores de lado precisam de profundidade para levar a defensiva para trás e ganhar o jogador mais para o meio", explicou Carille.

Carille tem um elenco que foi reforçado na janela mais cara da história do Athletico. Além de Marlos, nomes como os atacantes Canobbio, Pablo, Vitinho e Marcelo Cirino são alguns dos jogadores contratados desde o início da temporada.

"É um grupo muito qualificado. É um trabalho meu junto com a comissão fazer esse conjunto funcionar, mas claro que vamos ter alguns erros porque estamos no meio da competição. É na conversa para ter intensidade. O Athletico sempre foi intenso e para ser intenso, precisa estar bem. E de vez quando ainda precisa fazer algumas modificações por conta do calendário", falou o treinador.

Com tantas opções, o técnico terá 'dor de cabeça' para definir a escalação. Antes do time titular, ele pretende definir a forma de jogar. "Mais do que repetir o time vai ser definir a forma de jogar. Eu ainda tenho algumas dúvidas. A partir do momento que definir a forma de jogar, eu preparo todo mundo e as substituições ficam mais fáceis. A gente vive em um país que não treina, são 80 jogos por ano. É definir uma forma de jogar, porque chega um momento que fica mecanizado", falou.

O novo técnico do Athletico não tem muito tempo para treinar e já tem uma nova partida no domingo (17), às 18h, contra o Atlético-MG, pela segunda rodada do Brasileirão.

AGENDA DO ATHLETICO

  • Atlético-MG - domingo (17), às 18h, na Arena da Baixada
  • Tocantinópolis - quarta-feira (20), às 19h, no Nilton Santos
  • Flamengo - sábado (23), às 16h30, na Arena da Baixada