Athletico leva gol no fim e empata com o Flamengo na semi da Copa do Brasil; veja os gols

Pedro Melo

Athletico Flamengo empate Copa do Brasil resultado ficha técnica

O Athletico empatou com o Flamengo em 2 a 2, na noite desta quarta-feira (20), e vai decidir fora de casa uma vaga na final da Copa do Brasil. O Furacão saiu atrás do marcador, virou a partida com gols de Pedro Henrique e Renato Kayzer, mas levou o empate com gol de pênalti no último minuto.

Com o empate, o vencedor da partida de volta no Maracanã garante a vaga na decisão. Uma nova igualdade, independente da quantidade de gols, leva a decisão para os pênaltis. Vale lembrar que na Copa do Brasil não tem o critério do gol fora de casa.

A segunda partida da semifinal entre Athletico e Flamengo acontece na próxima quarta-feira (27), às 21h30. Antes, os dois times voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro. O Furacão joga no sábado, às 19h15, contra o Fortaleza, na Arena da Baixada, e o Fla disputa o clássico com o Fluminense, no mesmo dia, às 19h.

ATHLETICO LEVA O GOL NO ÚLTIMO LANCE E EMPATA COM O FLAMENGO

Empurrado pela torcida, o Athletico começou a partida no ataque em busca do primeiro gol logo no início. Logo aos seis minutos, Nikão ficou a bola na intermediária e arriscou com força, mas sem perigo para Diego Alves.

O Flamengo, que começou o jogo com dificuldades para passar até do meio-campo, precisou de apenas uma chance de bola parada para abrir o placar. Aos 14, Andreas Pereira cobrou falta na área e Léo Pereira ajeitou para trás. Gabigol finalizou torto, mas a bola sobrou nos pés de Thiago Maia, que dominou e mandou para as redes. O gol foi confirmado após auxílio do VAR.


O gol deu moral para o Flamengo, que perdeu duas chances logo em sequência com Gabigol e Willian Arão. Porém, o Athletico cresceu novamente e teve a grande oportunidade de mexer novamente no placar ainda no primeiro tempo. Aos 39, David Terans cobrou escanteio na área, Erick cabeceou à queima-roupa e Diego Alves defendeu sem dar rebote.

O Athletico voltou para o segundo tempo novamente marcando no ataque e precisou de apenas dois minutos para empatar a partida. Após cobrança de escanteio, Pedro Henrique subiu sozinho na frente de Léo Pereira e cabeceou forte para estufar as redes.

O gol ‘acendeu’ a torcida do Athletico na Arena da Baixada, mas o Flamengo foi quem quase marcou o segundo gol. Aos cinco minutos, Thiago Maia recebeu passe de Isla, ajeitou o corpo e chutou por cima do gol. E aos seis, Michael foi travado pela defesa rubro-negra na hora da finalização.

Em um momento em que o jogo estava equilibrado, o Furacão conseguiu o gol da vitória para delírio dos torcedores. Aos 25 minutos, Abner cruzou a bola na medida para Renato Kayzer, que se antecipou ao zagueiro e cabeceou no canto esquerdo, sem chances para Diego Alves.

Com a vantagem, o técnico Alberto Valentim mudou algumas peças para segurar a vantagem e dar um gás novo ao ataque do Athletico. Já o Flamengo pressionou até o fim em busca do empate e teve sucesso no último lance. Lucas Fasson colocou a mão em Rodrigo Caio dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Pedro chutou no meio do gol e marcou.

FICHA TÉCNICA – JOGO DE IDA DA SEMIFINAL DA COPA DO BRASIL

Data, horário e local: quarta-feira (20/10), às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Athletico: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolas Hernández (Lucas Fasson); Marcinho, Erick, Léo Cittadini (Fernando Canesin) e Abner; Nikão, Renato Kayzer (Pedro Rocha) e David Terans (Jader). Técnico: Alberto Valentim.

Flamengo: Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira, Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia (Vitinho), Andreas Pereira (Kenedy), Everton Ribeiro; Michael (Diego) e Gabigol (Pedro). Técnico: Renato Gaúcho.

Gols: Thiago Maia (FLA), aos 14′ do primeiro tempo, Pedro Henrique (CAP), aos 2′ do segundo tempo, Renato Kayzer (CAP), aos 26′ do segundo tempo, e Pedro (FLA), aos 54′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Andreas Pereira, Rodrigo Caio (FLA); Léo Cittadini (CAP).

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo da Costa (SP). O árbitro de vídeo é  José Claudio Rocha Filho (SP).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="797968" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]