Athletico ainda depende de si para avançar na Libertadores; veja a matemática

Apesar da lanterna, o Athletico ainda depende apenas de seus próprios resultados para se classificar às oitavas de final da Libertadores

Pedro Melo - 04 de maio de 2022, 14:00

(José Tramontin/Athletico)
(José Tramontin/Athletico)

O Athletico foi goleado pelo The Strongest por 5 a 0 e caiu para a última colocação do Grupo B da Libertadores. A larga derrota na Bolívia resultou na demissão do técnico Fábio Carille após 21 dias de trabalho, mas o Rubro-Negro ainda depende apenas de si para avançar às oitavas de final da Libertadores.

Depois de quatro rodadas, o Furacão soma apenas quatro pontos, campanha de uma vitória, um empate e duas derrotas. The Strongest e Caracas somam cinco pontos cada, com vantagem para os bolivianos no saldo de gols, enquanto o Libertad é o líder da chave, com sete.

A vantagem para o time athleticano é que os dois últimos jogos na fase de classificação são na Arena da Baixada. O Athletico enfrenta o Libertad no dia 18, às 19h, e o Caracas no dia 26, no mesmo horário. Se chegar à dez pontos, o Rubro-Negro se classifica para as oitavas de final.

Caso o Furacão ganhe os dois últimos jogos, Caracas e Libertad vão somar no máximo mais três pontos. Ou seja, apenas o time paraguaio teria a chance de igualar a pontuação do Rubro-Negro. E se o Libertad ganhar do The Strongest na última rodada, os bolivianos chegariam somente até oito pontos e não ultrapassariam a equipe athleticana.

Antes da demissão, o técnico Fábio Carille acreditava na classificação do Athletico com duas vitórias em casa. "Está embolado, mas muito em aberto ainda. Acredito que se a gente fizer o dever de casa e chegar à 10 pontos, vai se classificar. É ter vergonha na cara e fazer o nosso melhor", cobrou.

AGENDA DO ATHLETICO

  • Ceará - sábado (07/05), às 20h30, na Arena da Baixada
  • Tocantinópolis - terça-feira (10/05), às 21h30, na Arena da Baixada
  • Fluminense - sábado (14/05), às 21h, no Raulino de Oliveira
  • Libertad - quarta-feira (18/05), às 19h, na Arena da Baixada