Athletico joga mal e perde para o Atlético-MG no Brasileirão

Vinicius Cordeiro

atlético-mg athletico brasileirão resultado

Sem os principais jogadores em campo, o Athletico perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0 neste domingo (1) em partida pela 14ª rodada do Brasileirão 2021. O duelo, realizado no Mineirão, foi definido com gols marcados por jogadores que saíram do banco de reservas. O atacante Eduardo Vargas abriu o placar em cobrança de pênalti e viu o volante Neto, revelado nas categorias de base, ampliar. Nos minutos finais, Vargas ainda foi expulso.

O jogo foi marcado pela falta de intensidade dos visitantes, que sentiram as ausências de Nikão e Vitinho. A equipe esteve muito abaixo e praticamente não incomodou os mineiros no primeiro tempo. O Athletico melhorou no início da etapa final, mas Jadson perdeu a grande chance de abrir o placar. O meia ainda viu Richard cometer a penalidade e acabou substituído por David Terans. O uruguaio até tentou protagonizar a reação, mas errou os dois chutes de fora da área.

Com o resultado, o Furacão é ultrapassado pelo Flamengo e cai para o sexto lugar. O time rubro-negro permanece com 23 pontos, cinco a menos que o Bragantino, primeira equipe dentro do G4. Do outro lado, o Galo mantém a vice-liderança, chega aos 31 pontos e cola no líder Palmeiras.

Os dois clubes voltam a campo na quarta-feira (4). Às 19h15, o Athletico encara o Atlético-GO após ter vencido por 2 a 1 na ida. Já às 21h30, o Atlético-MG visita o Bahia após ter triunfado por 2 a 0 em Belo Horizonte.

PRIMEIRO TEMPO SEM INSPIRAÇÃO

O Atlético Mineiro foi amplamente superior na primeira parte do jogo, mas não criou nenhuma grande chance para marcar. Nacho Fernández e Dodô chutaram para fora, Alonso cabeceou para a defesa do goleiro Bento e, no lance mais perigoso, Zaracho cruzou na área e Richard quase mandou contra a própria meta.

ATHLETICO MELHORA, MAS PÊNALTI ABRE VITÓRIA DO GALO

Inofensivo no primeiro tempo, o Athletico voltou melhor nos minutos iniciais. Léo Cittadini bateu travado. Depois ele serviu Jadson, que chutou por cima mesmo com o gol aberto.

Aos 12 minutos, Nacho Fernández tentou driblar Richard e o volante acertou o cotovelo no argentino dentro da área. Apesar da reclamação dos rubro-negros, o juiz Bráulio da Silva Machado assinalou a penalidade. O atacante chileno Eduardo Vargas bateu forte, no canto, e abriu o placar.

Em menos de 10 minutos, o Atlético Mineiro encaminhou o triunfo. Vargas recebeu pela direita, dentro da área, e levantou para Neto, na entrada da área, pegar de primeira. A bola bateu nas costas do zagueiro Pedro Henrique e morreu no fundo das redes.

EXPULSÃO DE VARGAS NO FIM

O atacante Eduardo Vargas tomou cartão amarelo aos 40 minutos da etapa final por falta em Thiago Heleno. Três minutos depois, o colombiano deu uma cotovelada em Pedro Henrique e levou o vermelho.

Mesmo com a inferioridade numérica, o Galo segurou o jogo e administrou a vantagem até o apito final.

HULK, CUCA, NIKÃO E VITINHO FORA DO JOGO

A partida ainda foi marcada pelos desfalques importantes das duas equipes. No Atlético-MG, o técnico Cuca cumpria suspensão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e o atacante Hulk foi desfalque de última hora por conjuntivite.

Pelo lado do Athletico, dois dos principais jogadores foram ausências sentidas. Nikão nem sequer foi relacionado enquanto o atacante Vitinho cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo. Além deles, o goleiro Santos e o lateral-esquerdo Abner seguem com a seleção olímpica.

ATLÉTICO-MG 2 x 0 ATHLETICO

Ficha técnica – 14ª rodada do Brasileirão 2021

Data, horário e local: domingo (01/08/2021), às 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Cartões amarelos: Mariano, Neto e Vargas (CAM); António Oliveira, Thiago Heleno e Christian (CAP).

Cartão vermelho: Eduardo Vargas.

Gols: Eduardo Vargas, aos 14 minutos do segundo tempo, e Neto, aos 23.

Atlético-MG: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Dodô (Calebe); Allan (Hyoran), Tchê Tchê (Eduardo Vargas), Zaracho (Neto) e Nacho; Savarino e Eduardo Sasha (Rever). Técnico: Cuquinha (interino)

Athletico: Bento; Khellven (Marcinho), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolas; Richard (Erick), Léo Cittadini, Jadson (David Terans) e Fernando Canesin (Christian); Carlos Eduardo (Jáderson) e Renato Kayser. Técnico: Antônio Oliveira.

Arbitragem: Bráulio da Silva Machado é auxiliado por Henrique Neu Ribeiro e Alex dos Santos. Todos são de Santa Catarina. O responsável pelo VAR é o gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="780019" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]