Por título inédito, Athletico encara o Internacional na final da Copa do Brasil

Vinicius Cordeiro

athletico pr internacional final copa do brasil

Athletico-PRInternacional se enfrentam nesta quarta-feira (11), às 21h30, na Arena da Baixada, pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil. A grande decisão acontece na próxima quarta-feira (18), também às 21h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

O Furacão contará com o apoio da torcida rubro-negra para abrir uma vantagem sobre os gaúchos e tentar conquistar o título inédito em sua história. Do outro lado, o Inter já levantou a taça da Copa do Brasil em 1992.

O duelo promete casa cheia. O recorde do estádio rubro-negro é na final da Copa Sul-Americana 2018. Naquela ocasião, 40. 263 pessoas estiveram na Arena para ver o time athleticano conquistar o troféu continental.

ATHLETICO E INTER: DECISÕES NA ÚLTIMA DÉCADA

Os dois clubes voltam a disputar o título da Copa do Brasil na última década.

Em 2009, o Internacional perdeu a final para o Corinthians. O único remanescente daquele time é o meia Andrés D’Alessandro. O camisa 10 foi titular na final, mas viu os paulistas contarem com Ronaldo ‘Fenômeno’ e Dentinho para ergueram a taça.

Já em 2013, o Athletico foi derrotado na decisão para o Flamengo. O atacante Marcelo Cirino, que deve começar a partida no banco de reservas, estava naquele time do Furacão.

Curiosamente, três jogadores triunfaram sobre Inter e Furacão nas duas finais. O zagueiro Chicão, o lateral André Santos e o volante Elias (hoje no Atlético-MG) defenderam o Corinthians e depois o Flamengo.

ATHLETICO: DÚVIDAS NA DEFESA

athletico pr internacional final copa do brasil
Como sempre, Tiago Nunes conversou bastante com sua comissão técnica. Foto: Vinicius Cordeiro / Paraná Portal

A principal indefinição do técnico Tiago Nunes é na lateral direita. Jonathan, titular da posição, segue machucado. Com isso, Khellven e Madson disputam a titularidade. O primeiro foi o titular na semifinal contra o Grêmio e teve uma atuação segura. Já o segundo é mais experiente, mas pode perder a vaga para o jovem de 18 anos.

Já na dupla de zaga, Léo Pereira retorna de suspensão e será titular. A dúvida é quem será seu companheiro. Pedro Henrique já disputou a Copa do Brasil pelo Corinthians e não pode mais atuar no torneio. Com isso, Lucas Halter e Robson Bambu disputam a vaga restante. Os dois carregam boas aparições, mas Halter deve iniciar jogando.

No meio campo, está o trunfo de Tiago Nunes. Léo Cittadini ganhou a vaga de Marcelo Cirino e foi fundamental para a classificação rubro-negra na semifinal. Com isso, o meia deve ser mantido no time titular e deverá municiar o trio ofensivo formado por Nikão, Rony e Marco Ruben.

INTER: DEFESA SÓLIDA E ATAQUE GRINGO 

athletico pr internacional final copa do brasil
Guerrero é a principal esperança de gols da equipe gaúcha. Foto Ricardo Duarte/Internacional

Do outro lado, o Internacional vem disposto a não deixar o Athletico abrir vantagem. Para isso, o técnico Odair Hellmann aposta na dupla de zaga formada por Rodrigo Moledo e Victor Custa.

Além disso, o Colorado também vê seu ataque recuperando a boa forma. Nico López já superou o jejum de gols e Paolo Guerrero brilhou na semifinal contra o Cruzeiro. O uruguaio e o peruano ainda têm o meia argentino D’Alessandro, ídolo do clube, para fechar essa trinca ofensiva.

CUIDADO PARA NÃO PERDER A FINAL

athletico pr internacional final copa do brasil
Foto: Vinicius Cordeiro / Paraná Portal

Os cartões amarelos não zeraram para a finalíssima. Com isso, três jogadores do Athletico e dois do Internacional terão que tomar cuidado para não ficar de fora da grande decisão.

Pelos paranaenses, os meias Bruno Guimarães e Lucho González estão pendurados, assim como o atacante Rony.

Do lado gaúcho, quem terá que tomar cuidado serão os atacantes Nico López e Rafael Sobis.

ATHLETICO x INTERNACIONAL

Final da Copa do Brasil 2019

Data, hora e local: quarta-feira (11/09), às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Onde assistir: Rede Globo e SporTV.

Athletico: Santos; Khellven (Madson), Lucas Halter (Robson Bambu), Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Nikão, Rony e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Arbitragem: a CBF escolheu Raphael Claus (FIFA-SP) para apitar o jogo. Ele será auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA-RJ) e Neuza Inês Back (FIFA-SP). O responsável pelo árbitro de vídeo (VAR) será Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral .

Previous ArticleNext Article