Athletico-PR perde para o FC Cascavel, líder do Campeonato Paranaense 2020

Vinicius Cordeiro

athletico-pr cascavel paranaense

O Athletico-PR perdeu por 1 a 0 para o FC Cascavel, líder do Campeonato Paranaense 2020, neste domingo (9). 3.400 pessoas acompanharam o duelo, válido pela sexta rodada, no estádio Arnaldo Busato.

Os donos da casa acertaram duas bolas na trave do Furacão, com Oberdan e Quaresma. Porém, o atacante Magno definiu o quinto triunfo seguido da Serpente aos 44 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Athletico aparece na quinta posição do Paranaense 2020 com 12 pontos. O Operário, que venceu o PSTC, foi a 13 e é o terceiro colocado, enquanto o Coritiba aparece no segundo lugar com 14 pontos.

Por fim, o FC Cascavel chega aos 15 pontos e volta a liderar o Estadual já que o Coxa tinha assumido a liderança provisoriamente após golear o União.

O Athletico se prepara agora para receber o Toledo. O duelo está marcado para o próximo sábado (15), às 17h, na Arena da Baixada. Já no domingo (16), o time principal do Furacão encara o Flamengo na Supercopa do Brasil.

Já o FC Cascavel terá uma semana de preparação antes de visitar o Rio Branco. O jogo acontece no domingo (16), às 16h, na Estradinha.

ATHLETICO SOFRE, MAS SAI COM O EMPATE

O Athletico finalizou mais no primeiro tempo, mas quem esteve mais perto de marcar foi o FC Cascavel. A Serpente assustou com Paulo Sérgio, mas o goleiro Anderson defendeu. Depois, Ramon chutou de fora da área e Raul também trabalhou bem. Por fim, nos acréscimos, os donos da casa viram o chute de Oberdan acertar a trave.

Na etapa final, o FC Cascavel controlou o jogo. Logo aos dois minutos, Quaresma tabelou com Tocantins e carimbou a trave rubro-negra.

A resposta do Athletico veio aos 11 minutos, mas o goleiro Raul trabalhou bem. Ele espalmou o chute de Pedrinho e defendeu o rebote de Boselli.

Depois, Adenílson soltou uma pancada e a bola tirou tinta da trave. Já Quaresma arriscou e exigiu boa defesa de Anderson.

Aos 27, o Cascavel desperdiçou outra chance. Tocantins acelerou pela esquerda e cruzou rasteiro para Paulo Sérgio isolar pela linha de fundo.

No final, já aos 44, Magno decretou o triunfo. O atacante, que saiu do banco de reservas, recebeu o lançamento e driblou Danilo Boza antes de acertar um chutaço e incendiar a torcida da Serpente.

Previous ArticleNext Article