Athletico bate o The Strongest e ganha a primeira na Libertadores

Na estreia do técnico Fábio Carille, o Athletico derrotou o The Strongest, da Bolívia, por 1 a 0 e conquistou a primeira fase de grupos da Libertadores

Pedro Melo - 14 de abril de 2022, 20:54

(Geraldo Bubniak/AGB)
(Geraldo Bubniak/AGB)

Na estreia do técnico Fábio Carille, o Athletico derrotou o The Strongest, da Bolívia, por 1 a 0 e conquistou a primeira fase de grupos da Libertadores. O único gol da partida foi marcado pelo meia David Terans, em cobrança de pênalti.

A vitória levou o Rubro-Negro aos quatro minutos, mesma pontuação do Libertad, mas em desvantagem no número de gols marcados (2 a 1 para os paraguaios). Caracas e The Strongest somam um ponto cada, com um gol feito e dois sofridos.

O próximo jogo do Furacão na Libertadores é o confronto direto pela liderança contra o Libertad, no dia 26 (terça-feira), às 19h15, no Defensores Del Chaco, em Assunção. Antes, a equipe athleticana volta as atenções para o Brasileirão e busca a recuperação diante do Atlético-MG, no domingo (17), às 18h, na Arena da Baixada.

ATHLETICO GANHA A PRIMEIRA NA LIBERTADORES COM GOL DE PÊNALTI

O Athletico teve mais posse de bola desde o início da partida, mas demorou para levar perigo a retranca do The Strongest. A primeira chance foi aos dez minutos, quando Tomás Cuello recebeu passe de David Terans, cortou para o meio e mandou na rede pelo lado de fora.

No decorrer da etapa inicial, o Rubro-Negro rondou a área adversária e criou oportunidades que não exigiram do goleiro Viscarra. Aos 34, Canobbio recebeu de costas, girou e jogou perto da trave. Quatro minutos depois, Hugo Moura deu um chapéu, tabelou com Cuello e cruzou na área. Canobbio pegou de primeira e isolou por cima do gol. E nos acréscimos, Pablo recebeu cruzamento na pequena área, desviou de joelho, mas mandou para fora.

O panorama do segundo tempo começou da mesma forma. O Athletico no ataque em busca do gol, enquanto o The Strongest se segurava de todas as maneiras. Nos primeiros minutos, Bryan García e Orejuela arriscaram para fora.

A situação mudou com as entradas de Vitinho e Marcelo Cirino nos lugares de Tomás Cuello e Pablo, respectivamente. Vitinho precisou de apenas um minuto em campo para sofrer pênalti de Torres. Na cobrança, David Terans chutou com força no meio do gol e marcou o primeiro do Furacão.

Depois do gol, o Athletico diminuiu o ritmo de jogo, mas foram os jogadores que saíram do banco que quase ampliaram a vantagem. Aos 38, Vitinho recebeu dentro da área, girou e chutou para a defesa de Viscarra. E aos 45, Marlos ficou livre de marcação na entrada da área, chutou colocado no canto direito e o goleiro salvou mais uma vez.

FICHA TÉCNICA - ATHLETICO 1X0 THE STRONGEST

Data, horário e local: quinta-feira (14), às 19h, na Arena da Baixada.

Athletico: Bento, Orejuela, Matheus Felipe, Pedro Henrique e Abner; Hugo Moura (Pablo Siles), Bryan Garcia e David Terans (Pedro Rocha); Canobbio (Marlos), Pablo (Marcelo Cirino) e Tomás Cuello (Vitinho). Técnico: Fábio Carille.

The Strongest: Viscarra; Torres, Castillo, Demiquel e Aponte; Wayar (Arrascaita), Saucedo (Cascini) e Esparza (Henry Vala); Calleros,  Ursino e Triverio. Técnico: Cristian Leonel Diaz.

Gol: David Terans (CAP), aos 19' do segundo tempo.

Cartões amarelos: Hugo Moura, Pedro Henrique e Matheus Felipe (CAP); Aponte, Wayar e Triverio (STR).

Arbitragem: Dario Herrera (ARG), auxiliado por Juan Belatti (ARG) e Mariana de Almeida (ARG).