Athletico vence o Juventude e segue 100% no Brasileirão

Redação

athletico juventude brasileirão jadson

Com gols de Jadson e Nikão, o Athletico derrotou com o Juventude por 3 a 0 pela segunda rodada do Brasileirão. O duelo foi realizado no estádio Alfredo Jaconi, que voltou a sediar um duelo da Série A após 14 anos do time gaúcho fora da elite do futebol brasileiro.

O técnico António Oliveira escalou o Furacão com apenas dois titulares: o goleiro Santos e o zagueiro Thiago Heleno. Depois de um primeiro tempo fraco das duas equipes, Jadson definiu o triunfo rubro-negro em menos de cinco minutos.

Logo no primeiro minuto da etapa final, Canesin acionou Marcinho. O lateral-direito cruzou para a área e Jadson testou firme para acertar o ângulo. Três minutos depois, o Athletico chegou pelo mesmo lado. Matheus Babi tocou rasteiro para o meio da área, Carlos Eduardo deu um corta-luz e o meia bateu firme, no alto, para ampliar.

Após a entrada de alguns titulares, o terceiro gol saiu aos 39 minutos. Terans cruzou rasteiro, Kayser furou e a bola ficou limpa para Nikão definir o marcador.

Quem chamou a atenção foi o diretor Paulo Autuori. Acompanhante do técnico português no banco de reservas, ele ficou revoltado com a arbitragem e acabou expulso.

Com o resultado, o Furacão chega aos seis pontos e aparece na vice-liderança do Brasileirão. A equipe perde para o líder Fortaleza apenas no saldo de gols. Os gaúchos, com um ponto, estão na 14ª posição.

Na próxima rodada, o Athletico enfrenta o Grêmio em Porto Alegre. O jogo está marcado para o próximo domingo (13), às 16h. No sábado (12), às 19h, o Juventude visita o Santos na Vila Belmiro.

Contudo, o Rubro-Negro volta a campo contra o Avaí na quarta-feira (9), às 19h, pelo duelo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Na ida, as equipes empataram por 1 a 1.

JUVENTUDE 0 x 3 ATHLETICO

Segunda rodada do Brasileirão

Data, hora e local: domingo (6/6/2021), às 18h15, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias.

Gols: Jadson, nos minutos 1 e 4 do segundo tempo, e Nikão, aos 39.

Cartões amarelos: Alvarado e Matheus Babi (Athletico).

Juventude: Marcelo Carné; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Foster (Cleberson) e Alyson; João Paulo (Matheus Jesus), Guilherme Castilho e Wescley; Capixaba (Marcos Vinicios), Chico e Matheus Peixoto (Fernando Pacheco). Técnico: Marquinhos Santos.

Athletico: Santos, Marcinho, Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Nicolas; Alvarado (Richard), Fernando Canesin (Nikão), Léo Cittadini e Jadson (Terans); Carlos Eduardo (Vitinho) e Matheus Babi (Renato Kayser). Técnico: António Oliveira.
Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="768640" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]