Athletico derrota o Melgar e encaminha vaga para as oitavas da Sul-Americana

Pedro Melo

Renato Kayzer - Athletico x Melgar - Sul-Americana

O Athletico venceu o Melgar por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (19), e se aproximou da classificação para as oitavas de final da Sul-Americana. Com o resultado, o Furacão depende apenas de si na última rodada para confirmar a liderança do Grupo D.

A partida na Arena da Baixada teve polêmica antes mesmo da bola rolar. O jogo começou às 21h30, meia hora após o início do toque de recolher em Curitiba. A Prefeitura se manifestou antes mesmo da partida sobre a proibição do evento depois das 21h, mas não falou sobre uma possível punição ao Athletico por descumprir o decreto.

A vitória levou o Athletico a 12 pontos na Sul-Americana, três a mais que o Melgar. Na última rodada, o Furacão precisa da vitória ou do empate contra o Aucas, novamente na Arena da Baixada, para confirmar a liderança. Se perder, torce por um tropeço do Melgar contra o Metropolitanos ou que o time peruano não ultrapasse no saldo de gols (hoje, 3 a 2 para o Rubro-Negro).

RENATO KAYZER MARCA O GOL DA VITÓRIA DO ATHLETICO SOBRE O MELGAR NA SUL-AMERICANA

Em relação ao time que venceu o Metropolitanos, o Athletico teve duas novidades na escalação: Christian e Nikão nas vagas de Erick e Carlos Eduardo, respectivamente. Com bola rolando, o Furacão foi para o ataque desde o início e quase abriu o placar em duas oportunidades. Logo no primeiro minuto, Renato Kayzer recebeu na entrada da área e chutou em cima de Cáceda. Já aos três, Abner cruzou na trave, Vitinho cabeceou para o gol e a bola passou perto.

O Melgar deu um susto em chute rasteiro de Cuesta, mas Santos defendeu com tranquilidade. O Athletico rapidamente retomou as ações da partida e quase saiu na frente em cobrança de falta. Jadson cobrou à meia altura, Richard desviou e a bola passou muito perto da trave.

Após diminuir o ritmo e ficar quase 20 minutos sem finalizar, o Athletico pressionou mais uma vez na reta final e teve mais duas chances de sair na frente. Aos 39, Renato Kayzer ganhou na força do marcador, invadiu a área e chutou forte para grande defesa de Cáceda. Na sequência, a bola bateu no travessão depois da cobrança de escanteio e Ramos salvou em cima da linha o chute de Pedro Henrique.

De tanto insistir, o Furacão marcou o primeiro gol aos 43 minutos. Khellven cruzou na pequena área, Renato Kayzer cabeceou e Cácera defendeu. Na sobra, o centroavante chutou com muita força e estufou as redes.

Na segunda etapa, os jogadores do Athletico sentiram o cansaço e diminuíram o ritmo. Mesmo com o desgaste, a situação rubro-negro ficou mais tranquila após a expulsão de Orzán. O meia do Melgar recebeu dois cartões amarelos em três minutos e deixou o campo mais cedo.

Com um a mais em campo, o técnico António Oliveira deixou a equipe mais ofensiva com a entrada de Carlos Eduardo na vaga de Richard. A vantagem numérica abriu espaços na defesa do Melgar, mas o Athletico não soube aproveitar. Nikão e Carlos Eduardo tiveram chances, porém, não conseguiram marcar o segundo gol.

Nos acréscimos, Thiago Heleno fez uma falta no meio-campo e recebeu o segundo cartão amarelo. Com as duas equipes com dez jogadores em campo, o Melgar até esboçou uma pressão, mas o Athletico se segurou para conquistar a vitória.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 1X0 MELGAR

Data e horário: quarta-feira (19), às 21h30
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Andrés Matonte (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)

Athletico: Santos; Khellven (Marcinho), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Richard (Carlos Eduardo), Christian e Jadson (Léo Cittadini); Nikão, Renato Kayzer (Matheus Babi) e Vitinho (Fernando Canesin).
Técnico: António Oliveira.

Melgar: Cáceda; Pereyra, Ramos, Tandazo e Reyna; Lazo, Orzán e Sánchez (Rasmussen); Bordacahar (Vidales), Custa e Iberico (Cáceres).
Técnico: Nestor Lorenzi.

Gol: Renato Kayzer (CAP), aos 43′ do primeiro tempo.
Cartões amarelos:
 Vitinho, Léo Cittadini e Santos (CAP); Cuesta (MEL)
Cartão vermelho: Orzán (MEL); Thiago Heleno (CAP).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="765122" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]