Atlético-MG bate Flamengo nos pênaltis e leva Supercopa do Brasil

O Atlético-MG venceu o Flamengo por 8 a 7 nas penalidades, após empate por 2 a 2 no tempo normal, e se sagrou tricampeão da Supercopa do Brasil.

Jorge de Sousa - 20 de fevereiro de 2022, 18:32

Pedro Souza/Atlético-MG
Pedro Souza/Atlético-MG

O Atlético-MG venceu o Flamengo por 8 a 7 nas penalidades, após empate por 2 a 2 no tempo normal, na tarde deste domingo (20), e se sagrou tricampeão da Supercopa do Brasil.

No tempo normal, Nacho Fernández e Hulk marcaram para o Atlético-MG, enquanto Gabriel e Bruno Henrique e Flamengo balançaram as redes pelo Flamengo.

Já nas penalidades Willian Arão, Matheusinho, Fabrício Bruno e Hugo Souza tiveram a cobrança para dar o título ao Flamengo, mas não conseguiram e Everson defendeu o pênalti decisivo de Vitinho.

Essa foi a terceira edição da Supercopa do Brasil e o Atlético-MG levou o primeiro título, após o Flamengo ter vencido as duas edições anteriores.

ATLÉTICO-MG E FLAMENGO BALANÇAM AS REDES E LEVAM DECISÃO PARA OS PÊNALTIS

O duelo começou agitado aos 12 minutos. Bruno Henrique disparou pela esquerda e a bola bateu no braço aberto de Nathan Silva em tentativa de drible para a área. Anderson Daronco não marcou falta e o VAR não chamou o árbitro.

Gabriel teve grande chance para abrir o placar aos 17 minutos. Arrascaeta fez jogada individual na área e cruzou rasteiro, mas o centroavante não conseguiu empurrar de carrinho para o gol e Mariano afastou a bola.

Nova chegada do Flamengo aos 19 minutos. Everton Ribeiro bateu escanteio da esquerda e Fabrício Bruno testou firme, mas a direita da meta.

Gabriel perdeu nova oportunidade aos 27 minutos. João Gomes puxou contra-ataque e encontrou o centroavante na área, só que a finalização cruzada saiu a esquerda.

Só que foi o Atlético-MG quem abriu o placar aos 41 minutos. Guilherme Arana finalizou de fora da área, Hugo Souza espalmou para frente e Nacho Fernández empurrou a bola para o gol vazio.

O Flamengo seguiu criando mais chances na segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Willian Arão aproveitou sobra na entrada da área e finalizou rente ao travessão.

O Atlético-MG respondeu aos dois minutos. Nacho Fernández cobrou escanteio da esquerda, Godín desviou no primeiro poste e Nathan Silva finalizou na pequena área, mas Bruno Henrique conseguiu travar e Hugo Souza ficou com a bola.

O empate do Flamengo chegou finalmente aos dez minutos. Arrascaeta cruzou da esquerda, Bruno Henrique testou para o chão e Everson espalmou, mas no rebote Gabriel finalizou para o gol vazio.

O Flamengo virou o placar aos 18 minutos. Lázaro lançou Bruno Henrique na área e o atacante tocou por cobertura sob Everson para balançar as redes.

Hugo Souza evitou o empate do Atlético-MG aos 23 minutos. Allan lançou Savarino na área e o venezuelano finalizou firme para o goleiro espalmar.

Na sequência da jogada, Guilherme Arana rolou para Keno na área e o atacante bateu com efeito no canto direito para nova defesa de Hugo Souza.

Aos 28 minutos, Ademir e Vargas entraram em campo e as escolhas de Antonio Mohamed se mostraram acertadas.

No minuto seguinte, Ademir cruzou da esquerda, Vargas ajeitou de cabeça e Hulk apareceu livre na área, finalizando no ângulo esquerdo para empatar o jogo.

Hugo Souza evitou a virada do Atlético-MG aos 38 minutos. Vargas puxou contra-ataque e rolou para Jair na área, com o volante batendo cruzado para o goleiro espalmar.

O Flamengo respondeu aos 41 minutos. Vitinho cruzou para Lázaro na área e o atacante testou no canto esquerdo, mas Guilherme Arana foi ágil para fazer o corte e evitar o gol.

Nas penalidades, Hulk bateu firme no canto direito, Lázaro deslocou Everson para bater no canto esquerdo, Nacho Fernández chutou rasteiro no canto esquerdo, Vitinho mandou no meio do gol, Ademir apostou na batida no canto direito, Diego só tocou no canto direito, Guilherme Arana cravou no lado direito, David Luiz bateu no ângulo esquerdo, Vargas cobrou firme no meio do gol, Gabriel só rolou no canto esquerdo, Hugo Souza defendeu a cobrança de Guga no canto esquerdo, Everson defendeu a cobrança no meio do gol de Willian Arão, Jair bateu no canto esquerdo alto, João Gomes cobrou no canto esquerdo, Everson isolou a cobrança, mas defendeu com a perna a cobrança de Matheusinho, Nathan Silva cobrou no canto esquerdo, Léo Pereira bateu no meio do gol, Hugo Souza defendeu o pênalti de Mariano no canto esquerdo, Fabrício Bruno isolou a cobrança, Godín também bateu por cima, assim como Hugo Souza, Hulk dessa vez bateu no canto esquerdo e Everson defendeu o pênalti de Vitinho no canto esquerdo.

ATLÉTICO-MG 2 X 2 FLAMENGO (8 A 7 NAS PENALIDADES)

Local: Arena Pantanal, Cuiabá

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA-SP) e Bruno Raphael Pires (FIFA-GO)

ATLÉTICO-MG

Everson, Mariano, Nathan Silva, Godín e Guilherme Arana; Jair, Allan (Guga) e Nacho Fernández; Savarino (Ademir), Keno (Vargas) e Hulk.  T.: Antonio Mohamed

FLAMENGO

Hugo Souza, Fabrício Bruno, David Luiz e Filipe Luís (Léo Pereira); Rodinei (Matheuzinho), João Gomes, Willian Arão, Arrascaeta (Vitinho) e Everton Ribeiro (Lázaro); Bruno Henrique (Diego) e Gabriel. T.: Paulo Sousa

Gol: Nacho Fernández (41 minutos/1ºT), Gabriel (10 minutos/2ºT), Bruno Henrique (18 minutos/2ºT) e Hulk (29 minutos/2ºT)

Cartões amarelos: Nathan Silva, Mariano e Jair (ATM); Gabriel e João Gomes (FLA)

LEIA MAIS: Com dois de Alba, Barcelona goleia Valência e entra no G4 do Espanhol