Atlético-MG vira nos acréscimos contra o Ceará e recupera vice-liderança do Brasileiro

Folhapress

O Atlético-MG insistiu bastante diante do Ceará, mas por um momento a vitória parecia distante. Até que Luan, já nos acréscimos, fez o gol da virada. Triunfo por 2 a 1 e vice-liderança do Campeonato Brasileiro mantida. O time mineiro chega à pausa para a Copa do Mundo apenas quatro pontos atrás do líder Flamengo e com boa expectativa pela frente, apesar da provável saída de Róger Guedes, o artilheiro da competição.

Além de obter o triunfo nos acréscimos, a partida teve momentos dramáticos para o Atlético-MG. O Ceará abriu o placar aos 33min do segundo tempo, mas não conteve a reação dos anfitriões.
A terceira vitória consecutiva leva o Atlético-MG aos 23 pontos, mesmo número do São Paulo, que é superado na quantidade de vitórias. O time dirigido por Thiago Larghi ainda completou quatro partidas sem derrota. O último insucesso aconteceu no dia 30 de maio, para o Sport, na Ilha do Retiro.

Já o Ceará continua sem vencer na competição. A equipe treinada por Lisca só tem cinco pontos e ocupa a lanterna do Brasileiro, quatro pontos atrás do Atlético-PR, que está à sua frente.
O destaque do triunfo atleticano foi Róger Guedes. O atacante atleticano pediu a bola o tempo todo. Com dificuldade para jogar perto da área, o artilheiro do Brasileirão atuou como um meia. Desempenho que justifica as várias propostas de clubes estrangeiros.

De Cazares não se pode dizer a mesma coisa. Mais uma vez o camisa 10 do Atlético deixou a desejar. Diante de um adversário tão fechado, o passe diferente era uma arma para o Atlético quebrar a forte marcação do Ceará. Além não conseguir criar, Cazares ainda errou bolas fáceis, o que irritou a torcida. Bastou um erro no começo do segundo para quase todos os torcedores pedirem por Luan.


O Ceará entrou três zagueiros e bastante fechado para o duelo no Independência. Estratégia que deu certo na primeira etapa. O Atlético pouco criou, e a equipe cearense levou perigo nos contra-ataques.

Um lançamento impressionante de Patric, o corte de Cazares no zagueiro e a bola dividida sobrou para Gustavo Blanco. O volante atleticano tinha praticamente todo o gol aberto, mas perdeu a melhor chance do primeiro tempo. A bola chutada pelo camisa 20 do Galo foi no travessão.

A trave também foi carimbada pelo Ceará. No retorno ao Independência, o lateral Samuel Xavier quase deixou sua marca. Em contra-ataque puxado por Éder Luís, outro ex-atleticano, ele chutou, e a bola bateu na trave.

Não foi apenas com uma defesa bem montada que o Ceará conseguiu parar o ataque mais positivo do Campeonato Brasileiro. A sorte também esteve ao lado da equipe cearense. Um lance aos 16 minutos é um bom exemplo. O Atlético teve duas ótimas chances, com Gustavo Blanco e Ricardo Oliveira, mas em ambas ocasiões as bolas chutadas por atleticanos bateram nos defensores do Ceará.

Para completar, o Ceará ainda saiu à frente no marcador. Após boa jogada pela esquerda, o cruzamento parou nos pés de Naldo, que chutou rasteiro para marcar, aos 33min.
Três minutos depois, o Atlético-MG chegou à igualdade em um chute de fora da área de Róger Guedes. Como não desistiu, o Atlético ainda marcou o gol da vitória, que lhe devolveu a vice-liderança. Luan recebeu passe de Ricardo Oliveira e mandou para o gol, aos 46min, decretando o triunfo dos mineiros.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook