Atlético Mineiro vence São Paulo em jogo marcado por polêmica com VAR

Jorge de Sousa

Atlético Mineiro vence São Paulo em jogo marcado por polêmica com VAR

O Atlético Mineiro venceu o São Paulo por 3 a 0 na noite desta quinta-feira (03) em mais um jogo com polêmicas envolvendo as revisões do VAR.

O mais polêmico foi um gol anulado do São Paulo aos 30 minutos do primeiro tempo. Tchê Tchê cruzou para a área e Luciano ganhou de Junior Alonso para chutar de bico de chuteira para as redes.

Após revisão no VAR, o árbitro marcou impedimento do atacante do São Paulo, embora as linhas utilizadas na revisão estivessem muito próximas.

Os gols da vitória do Atlético Mineiro foram marcados por Alan Franco (dois gols) e Jair.

O duelo foi realizado no Mineirão, em Belo Horizonte, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

A vitória deixa o Atlético Mineiro com 12 pontos ganhos, um ponto abaixo do São Paulo. Mas o Galo tem um jogo a menos que a equipe paulista.

As duas equipes entram em campo neste domingo (6) pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

O São Paulo recebe o Fluminense no Morumbi, às 16h, enquanto o Atlético Mineiro viaja para enfrentar o Coritiba no Couto Pereira, às 20h30.

ATLÉTICO MINEIRO MOSTRA EFICIÊNCIA PELA VITÓRIA

Imagem da revisão do VAR feita pelo árbitro de vídeo Rafael Traci entre Luciano e Junior Alonso. (Reprodução)

O São Paulo começou melhor a partida e criou boa chance logo aos seis minutos. Tchê Tchê avançou pela direita e chutou cruzado, Rafael espalmou nos pés de Luciano que acertou o travessão. A bola sobrou limpa para Pablo que cabeceou por cima da meta.

Aos 12 minutos, nova chance criada pelo São Paulo. Hernanes arriscou da intermediá e Rafael foi atrapalhado para a bola, mas conseguiu espalmar para o lado.

Paulinho Boia balançou o travessão de Rafael aos 13 minutos. Luciano desarmou Allan e lançou o atacante que chutou firme e carimbou o poste alto.

A primeira chance do Atlético Mineiro saiu aos 15 minutos. Eduardo Sasha foi lançado na direita e arriscou chute mesmo sem ângulo, obrigando Tiago Volpi a espalmar.

Resposta do São Paulo no minuto seguinte. Pablo recebeu na área, girou e finalizou cruzado para Rafael espalmar e a zaga do Atlético Mineiro afastar.

São Paulo ficou perto de abrir o placar aos 27 minutos. Paulinho Boia lançou Liziero na pequena área e o volante tentou dar um tapa por cima de Rafael, mas a bola passou à esquerda da meta.

Após o gol anulado do São Paulo aos 30 minutos, o Atlético Mineiro conseguiu abrir o placar aos 34 minutos. Hyoran desarmou Tchê Tchê e serviu Jair que deu belo lançamento para Alan Franco. O equatoriano apenas tocou na saída de Tiago Volpi para abrir o placar.

Hernanes quase empatou o jogo aos 38 minutos. Em falta da intermediária, o volante bateu firme e Rafael teve que se esticar para espalmar.

Só que o Atlético Mineiro ampliou aos 43 minutos. Hyoran lançou Alan Franco na área e o equatoriano novamente bateu firme na saída de Tiago Volpi para marcar o gol.

O São Paulo caiu de ritmo na segunda etapa e o Atlético Mineiro aproveitou os espaços do rival para criar as principais chances nos últimos 45 minutos.

O terceiro gol do Atlético Mineiro saiu aos 13 minutos. Hyoran bateu escanteio, Junior Alonso ajeitou no segundo poste e Jair se antecipou a Pablo para empurrar de cabeça a bola para as redes.

Nova chance do Atlético Mineiro aos 15 minutos. Guilherme Arana cruzou rasteiro da esquerda, Tiago Volpi não cortou e Keno perdeu a finalização por centímetros no segundo poste.

Uma das poucas chances do São Paulo na segunda etapa saiu aos 17 minutos. Igor Gomes bateu escanteio da direita, Rafael não conseguiu segurar a bola e Pablo tentou o chute de cavadinha, mas o goleiro se recuperou e fez a defesa.

Keno ficou perto novamente de balançar as redes aos 18 minutos. Alan Franco tocou para o atacante na lateral da área e Keno finalizou no poste direito.

LEIA MAIS: Pai admite chance de Messi ficar no Barça até 2021 para poder sair de graça

Previous ArticleNext Article