Atlético Mineiro visita Cerro Porteño para tentar embalar na Libertadores

Vinicius Cordeiro


Cerro Porteño Atlético se enfrentam pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores 2019.

O duelo, válido pelo Grupo E, está marcado para às 19h15 desta quarta-feira (10), no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, no Paraguai.

A partida será transmitida apenas TV fechada, com exclusividade do canal Fox Sports.

COMO CHEGAM

O Atlético chega para a partida tentando reagir. Perdeu nas duas primeiras rodadas (contra o Cerro dentro do Mineirão e diante o Nacional no Uruguai) e se recuperou com uma virada emocionante contra o Zamora depois de ter sofrido 2 a 0 no duelo.

Agora, o time comandado por Levir Culpi tenta emplacar o segundo triunfo seguido e reagir na classificação.

Já o Cerro está com 100% de aproveitamento e vai demonstrando ser a equipe mais forte da chave. Venceu as três partidas, marcando quatro gols e sofrendo apenas um

CLASSIFICAÇÃO

O Grupo E vai sendo liderado pelo Cerro Porteño, que soma nove pontos. O Nacional, com seis pontos, aparece na segunda posição, enquanto o Galo conquistou apenas três pontos. O Zamora, com três derrotas, é o lanterna.

FASE RUIM?

Ricardo Oliveira não balança as redes desde a fase preliminar da Libertadores. Foto: Bruno Cantini / Atlético / Flickr
Com quatro gols marcados, o atacante Ricardo Oliveira é o vice-artilheiro da competição. Ele só perde para o Adrián Martínez, atacante do Libertad, mas vai sofrendo nos últimos jogos. O “Pastor” ainda não balançou as redes na fase de grupos – só marcou na fase preliminar. 

ESCALAÇÕES

Data, horário e local, : quarta-feira (10/04/2019), às 19h15, no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, no Paraguai.

Arbitragem: Wilmar Roldán será auxiliado por Alexander Guzman e Dionísio Ruiz (todos da Colômbia).

Cerro: Carrizo; Candia, Escobar, Amorebieta e Arzamendia; Aguilar, Villasanti, Cáceres, Oscar Ruiz, Fede Carrizo,Nelson Valdez Larrivey. Técnico: Fernando Jubero

Atlético: Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adílson, Zé Wellison, Elias, Luan e Cazares; Maicon Bolt e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi.

Previous ArticleNext Article