Atlético perde em casa para o Grêmio e se complica na Copa do Brasil

Redação


O Rubro-Negro começou mal as oitavas de final da Copa do Brasil ao perder por 1 a 0 para o Grêmio, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), com gol de Bolaños aos seis minutos do primeiro tempo. Com o resultado, o Furacão deverá ganhar de no mínimo dois gols de diferença para se classificar.

O primeiro tempo mostrou uma superioridade gremista desde os primeiros minutos. O técnico Paulo Autuori tentou surpreender o time do Grêmio, com Marcos Guilherme como armador e Rafael Galhardo se deslocando pelas laterais, mas a estratégia não deu certo e o time rubro-negro foi totalmente dominado pelo Grêmio.

Na segunda etapa, com as entradas de João Pedro no lugar de Marcos Guilherme e Luan no de Galhardo, o time mostrou vibração e melhor coordenação das jogadas. Em quatro minutos de jogo o Atlético já havia criado mais oportunidades do que em todo o primeiro tempo, em ambas jogadas com João Pedro.

Aos 22, Luan exigiu difícil defesa de Marcelo Grohe e aos 31, André Lima, exigiu nova defesa de Marcelo. O time gaúcho teve poucos lances e perigo, mas aos 43 e 45 minutos Luan (do Grêmio) perdeu duas chances claras que desperdiçou na frente de Weverton.

No final da partida, Autuori apenas lamentou o resultado. “Eles jogaram bem, o principal foi que não fizemos um bom jogo e o adversário ganhou, fica daqui a um mês o segundo jogo e vamos ver o que faremos”, disse Autuori.

“Objetivo era explorar a velocidade dele (Luan), mas não obtivemos a construção das jogadas. Para a Copa do Brasil estamos com pouquíssimas opções pelos atletas que não podem jogar”.

 

ATLÉTICO 0 x 1 GRÊMIO
Atlético: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani, Galhardo (Juninho), Marcos Guilherme (João Pedro) e Luan; André Lima. Técnico: Paulo Autuori
Grêmio: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Wallace, Jaílson, Ramiro, Douglas e Bolaños (Everton); Luan (Caio). Técnico: Roger Carvalho

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Estádio: Arena da Baixada
Gol: Bolaños, aos seis minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Marcelo Oliveira
Público: 14.300 pagantes (16.336 total)
Renda: R$ 321.950,00

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="381255" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]