Atlético-PR busca empate e passa pelo São Paulo na Copa do Brasil

Roger Pereira


O Atlético Paranaense mostrou a força de seu bem definido estilo de jogo e buscou uma sofrida classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil ao empatar em 2 a 2 com o São Paulo, no Morumbi, depois de estar perdendo a partida por 2 a 0, resultado que o eliminava da competição. Em mais uma grande partida, São Paulo e Atlético se alternaram no comando das ações do jogo, tiveram diversas oportunidades de gol e deixaram a classificação em aberto até o apito final.

O primeiro tempo foi bastante movimentando. Mesmo trazendo vantagem do jogo anterior, o Atlético manteve a forma de atuar, baseada na posse de bola e nos toques curtos, desde o campo de devesa, tanto que terminou a primeira etapa com mais posse que o São Paulo, que jogava em casa e precisava construir um resultado.

No entanto, o time paulista antecipou a marcação, tentava roubar a bola já no campo de ataque, para chegar rapidamente ao gol. A primeira grande chance veio aos 6 minutos, quando, após cruzamento na área, Valdívia ajeitou para trás e Petros chegou finalizando, para fora.

O Atlético só conseguiu responder aos 17’, no Nikão. Depois de uma bos troca de passes, o meia-atacante se viu livre de marcação na entrada da área e arriscou, para defesa em dois tempos de Sidão.

Aos 25’, o São Paulo abriu o placar. Após a zaga afastar parcialmente cruzamento na área Atleticana, a bola sobrou para Nenê, que, de calcanhar, passou para Valdívia. O meia dominou, girou sobre Thiago Heleno e finalizou no alto, sem chance para Santos.

O São Paulo ampliou aos 34 minutos, depois que Nenê tentou um chute despretensioso de fora da área, mas a bola desviou em Thiago Heleno e matou Santos.

Com o 2 a 0, o Atlético tentou ser mais agudo e, aos 38 minutos, Rosseto recebeu na área pela ponta direita, cortou Liziero, que tentava o desarme em um carrinho e a bola bateu na mão do são-paulino. Pênalti que Guilherme cobrou, já aos 40 minutos, com paradinha, para diminuir o placar.

O 2 a 1 levava a decisão para os pênaltis, mas o Atlético não quis arriscar a sorte, aplicou um verdadeiro abafa sobre o São Paulo no início do segundo tempo, até conseguir o gol de empate. Aos 6 minutos, Pablo fez grande jogada pela ponta esquerda, tabelou com Guilherme para invadir a área e cruzou na medida para Matheus Rosseto empurrar para o gol.

Depois do empate atleticano, a partida ficou ainda melhor, com o São Paulo buscando um terceiro gol e o Atlético tendo algumas boas chances em contra-ataques. Em uma delas, aos 10 minutos, Rosseto fez outra grande jogada e cruzou para Carleto chegar de surpresa chutando de primeira na trave de Sidão.

Aos 13’, foi o São Paulo que perdeu grande chance, em contra-ataque puxado por Liziero. Ele avançou sozinho, mas finalizou para fora. Aos 15’, Nenê bateu de fora da área, com efeito, no ângulo de Santos, mas o goleiro atleticano fez grande defesa e espalmou para escanteio.

O São Paulo foi só pressão nos minutos restantes, mas o atlético suportou bem. A última chance veio aos 47’. Em falta no campo de ataque, todo o time do são Paulo, inclusive o goleiro Sidão, foi para a área atleticana. A bola foi levantada, a zaga afastou e, na sobra, Militão bateu forte, mas Santos segurou a classificação atleticana.

OS confrontos das oitavas de final serão definidos em sorteio nesta sexta-feira. Para esta fase, entram 11 equipes, entre as que disputam a Libertadores e os campeões de torneios regionais. Por chegar às oitavas, o Furacão garantiu mais R$ 2,4 milhões aos seus cofres.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="518434" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]