Atlético-PR e Fluminense decidem quem levanta a taça da Primeira Liga

O Atlético-PR pode quebrar um jejum de títulos de quase sete anos nesta quarta-feira (20), às 21h45, em Minas Gerais, di..

Redação - 20 de abril de 2016, 13:29

O Atlético-PR pode quebrar um jejum de títulos de quase sete anos nesta quarta-feira (20), às 21h45, em Minas Gerais, diante do Fluminense na final da Primeira Liga.

Além do jejum de títulos, o Furacão busca equilibrar o número de vitórias contra o Tricolor carioca. Nos últimos confrontos contra o time das Laranjeiras no Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR foi derrotado quatro vezes e venceu apenas uma. Porém, na estreia da Primeira Liga, os paranaenses venceram por 1 a 0.

O time do técnico Paulo Autuori, que chegou ontem à noite em Juiz de Fora, deve entrar em campo com força máxima. Walter está confirmado no ataque, Marcos Guilherme volta à equipe no lugar de Ewandro e a única dúvida é André Lima, que viajou com a delegação, mas não participou do último treino por desconforto no joelho. "O que eu falo para eles sempre é que no momento de decisão se dá melhor aquele que mantém o que fez para chegar até aqui", diz Autuori.

O treinador descarta grandes mudanças no modo de jogar do Furacão, que não perde há três jogos e está a um empate de ir à final do Paranaense. "A estratégia nada mais é que a tática colocada em prática, respeitando alguns detalhes. Mas não se pode, de maneira nenhuma, alterar a maneira de pensar e aplicar o futebol", disse.

O último título do Atlético é de 3 de maio de 2009, quando o clube levou o Paranaense. De lá para cá foram quatro vices estaduais e um da Copa do Brasil em 2013, mas nada de títulos.

Embora ainda esteja na primeira edição e não tenha o mesmo prestígio de outras competições, a Primeira Liga ganhou atenção como um "desafio" dos clubes unidos contra o poder da CBF. O presidente do Conselho Deliberativo do clube, Mario Celso Petraglia, foi um dos dirigentes mais ativos na organização. A tabela não foi favorável ao Furacão, que só jogou em casa contra o Criciúma e visitou Fluminense, Cruzeiro e Flamengo.

"Foi falado no começo do ano que nesta temporada o Atlético disputaria títulos. Realmente, isto tem acontecido. Tudo o que foi falado no começo tem sido cumprido. Agora, basta dar o último passo, que é a conquista do título", disse o goleiro Weverton. O atleta avalia que a vitória sobre o Flu na primeira fase não é referência. "Hoje é um pouco diferente. As duas equipes estão fortalecidas, motivadas e sabem que é uma decisão complicada de se jogar. Quem estiver mais concentrado e mais atento tem possibilidade de ser campeão", analisou.

O Fluminense poupou jogadores no último compromisso do estadual e também deve ir com o que tem de melhor. Fred, suspenso, está fora da decisão. De resto, o técnico Levir Culpi vai com o que tem de melhor. Para o meia Vinícius, ex-atleta do Flu que marcou o gol da vitória do Furacão na partida de estreia, o título é fundamental. "Vou para lá com o pensamento de ser campeão e fazer história. Estou focado neste objetivo. Sabemos que o estádio estará lotado e tudo favorecerá para um grande jogo", apostou.

Ficha técnica:

Atlético-PR: Weverton; Eduardo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Jadson, Otávio e Vinícius; Marcos Guilherme, Nikão e Walter.

Fluminense: Diego Cavatieri; Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Osvaldo, Gerson e Gustavo Scarpa; Magno Alves.