Atlético-PR encara o São Paulo na Copa do Brasil

Francielly Azevedo


O Atlético-PR recebe na noite desta quarta-feira (4), às 21h45 (de Brasília), o São Paulo, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. O rubro-negro aposta no favor casa para surpreender o rival e ir com vantagem para o segundo duelo da decisão, que garantirá vaga nas oitavas de final da competição. Para isso, após fazer as pazes com a organizada, a diretoria atleticana convocou o maior número de torcedores para empurrar a equipe.

Quem entra em campo é a equipe principal do Furacão comandada pelo técnico Fernando Diniz. O grupo faz seu quinto jogo oficial, até agora tem uma vitória e três empates. Na Copa do Brasil, eliminou Caxias, Tubarão e Ceará.

O treinador poderá contar novamente com Thiago Heleno, que retorna após cumprir suspensão. Dessa maneira, Diniz terá Wanderson, Pavez, Paulo André e Thiago Heleno para formar escolher quem formará o trio de zaga.

Além disso, seis jogadores que disputam o Campeonato Paranaense com a equipe de aspirantes treinaram com o elenco principal. O zagueiro Zé Ivaldo, o lateral-esquerdo Renan Lodi, o volante Bruno Guimarães, o meia Matheus Anjos e os atacantes Éderson e Marcinho, estiveram nos treinamentos.

O provável Atlético-PR tem Santos; Pavez, Wanderson (Paulo André) e Thiago Heleno; Jonathan, Matheus Rossetto, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Guilherme, Nikão e Bergson.

O árbitro Claudio Francisco Lima e Silva comanda a partida, auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios e Ailton Farias da Silva, ambos do Sergipe.

 

O adversário

O São Paulo vem da eliminação para o Corinthians no Campeonato Paulista e, por isso, também teve tempo para se preparar para o confronto. O Tricolor Paulista nunca venceu o Atlético-PR na Arena da Baixada. São 17 jogos, com 12 derrotas e cinco empates.

O treinador Diego Aguirre conta com os retornos do zagueiro Rodrigo Caio e do meia Cueva. Com isso, o técnico deverá mudar o esquema tático da equipe. No último treinamento, ele montou o time com Rodrigo Caio na vaga do volante Petros, formando a linha defensiva com Arboleda e Bruno Alves.

Nas laterais, colocou Militão e Reinaldo, com Jucilei e Liziero como volantes. O setor ofensivo teve Cueva pela direita (retornou após defender a seleção peruana), Nenê centralizado e Tréllez pela esquerda.

A provável escalação tem Sidão; Rodrigo Caio (Petros), Bruno Alves e Arboleda; Éder Militão, Jucilei, Liziero e Reinaldo; Cueva, Nenê e Tréllez.

 

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="515074" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]