Atlético-PR toma virada do Atlético-MG e segue sem vencer fora

Roger Pereira


O Atlético-PR jogou bem, saiu na frente, teve várias chances, acertou a trave duas vezes, mas tomou a virada do Atlético-MG e segue sem vencer fora de casa no Campeonato Brasileiro. No Independência, apesar da boa atuação, o Furacão foi derrotado por 3 a 1 pelo Galo e volta a se preocupar com a zona de rebaixamento, de onde ficou a três pontos de distância.

Mesmo fora de casa, o Furacão começou melhor. Bem postado defensivamente e com o contra-ataque encaixado o time paranaense chegou com perigo aos 8 minutos, quando Marcinho achou Rafael Veiga na entrada da área. O meia cruzou rasteiro, rente ao gol, mas a zaga mineira chegou antes, colocando para escanteio. Na cobrança fechada de Veiga, Victor cedeu novo escanteio e, na segunda chance, Maidana fez contra, abrindo o placar para o Furacão.

O gol no início, no entanto, fez o Atlético-PR recuar e o Galo partir para a pressão. Aos 13 minutos, Santos fez grande defesa para evitar o empate. Mas, aos 25, não conseguiu impedir o gol mineiro. Em escanteio que a zaga rubro-negra afastou, Tomás Andrade recebeu pela esquerda e cruzou na área, onde ainda estava o zagueiro Leonardo Silva que, de cabeça, empatou o jogo.

Depois do empate o jogo voltou a ficar equilibrado, com o Atlético-MG mantendo a posse de bola, mas o Furacão bem postado na defesa e perigosíssimo nos contra-ataques.

O Furacão voltou bem melhor no segundo tempo e tomou conta do jogo. Foram três grandes chances de gol sem que o Galo finalizasse uma bola no gol de Santos. Rafael Veiga, aos 3 minutos, exigiu grande defesa de Victor. Nikão, aos 7’, acertou o travessão e Lucho, aos 16’, bateu por cima do gol. Mas, aos 22 minutos, o Galo chegou à virada. No contra-ataque, Luan achou Elias dentro da área. O volante bateu na gaveta, fazendo um belo gol.

Mesmo atrás no placar, o Furacão não desanimou, e seguiu pressionando. Pablo acertou uma bomba na trave. Roni parou em Victor mais uma vez. Aos 35’, então, Thiago Nunes partiu para o tudo ou nada, colocando Bergson no lugar de Bruno Guimarães, deixando o time com quatro atacantes.

Acabou abrindo espaço para mais um contra-ataque mineiro, aos 37’, quando Ricardo Oliveira matou o jogo.

Com o resultado, o Atlético-PR fica na 14ª posição do campeonato, com 27 pontos, enquanto o Atlético-MG assume a quinta posição, com 41 pontos.

 

 

 

 

 

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="552585" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]