Operário é derrotado pelo Avaí, perde invencibilidade e sai do G-4 da Série B

Jorge de Sousa

Operário é derrotado pelo Avaí, perde invencibilidade e sai do G-4 da Série B

O Operário foi derrotado por 2 a 0 pelo Avaí na tarde desta quarta-feira (2) e o resultado custou a invencibilidade e a saída da equipe do G-4 do Campeonato Brasileiro da Série B.

Pedro Castro e Daniel Amorim marcaram os gols da vitória do Avaí.

O duelo foi realizado na Ressacada, em Florianópolis, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

Enquanto o Operário ficou estacionado com 12 pontos ganhos, o Avaí subiu na tabela e foi para nove pontos conquistados – a equipe catarinense ainda tem um jogo a menos.

As duas equipes entram em campo neste fim de semana, em jogos válidos pela oitava rodada da Série B.

O Operário recebe o Guarani no Germano Krüger, neste sábado (5), às 19h, enquanto o Avaí tem clássico local contra a Chapecoense, às 11h, deste domingo (6).

OPERÁRIO É PENALIZADO PELAS FINALIZAÇÕES ERRADAS

O Operário iniciou melhor a partida e ficou perto de abrir o marcador logo no primeiro minuto. Julinho cobrou falta lateral e Bonfim escorou firme na pequena área para Lucas Frigeri espalmar.

O Avaí respondeu aos sete minutos. Arnaldo foi até a linha de fundo e cruzou, mas Daniel Amorim não conseguiu finalizar. A bola sobrou para Rômulo, que escorou no canto direito para fácil defesa de Rodrigo Viana.

Schumacher ficou perto de balançar as redes aos oito minutos. Julinho encontrou o atacante na área, que buscou a finalização cruzada. A bola passou rente ao poste direito.

Nova jogada criada pelo Avaí na direita. Aos 12 minutos, Rômulo cruzou rasteiro e Daniel Amorim foi travado por Bonfim na pequena área.

Na sequência da jogada, Rodrigo Viana tentou sair jogando e deu a bola nos pés de Valdívia. O meia cruzou rasteiro, Daniel Amorim não alcançou a bola, Ricardo Silva tentou o corte, mas Pedro Castro dividiu e empurrou a bola para as redes.

Mas no lance do gol, Daniel Amorim estava em posição de impedimento e por isso a jogada deveria ter sido anulada. Mas é importante ressaltar que os jogos da Série B não contam com a revisão do VAR.

Lucas Frigeri salvou o Avaí aos 17 minutos. Thomaz avançou pelo centro e arriscou o chute cruzado para o goleiro se esticar, espalmando a bola para a linha de fundo.

Só que o Avaí conseguiu ampliar o marcador aos 37 minutos. Arnaldo fez belo cruzamento da esquerda e Daniel Amorim escorou firme no canto direito para balançar as redes.

Roger ficou perto de diminuir o placar aos três minutos do segundo tempo. Douglas Coutinho recebeu no pivô e ajeitou para a batida do atacante no poste direito, antes da bola sair pela linha de fundo.

Nova chance criada por Roger aos 11 minutos. O atacante avançou pelo centro a arriscou da entrada da área, mas a bola passou à direita da meta.

O Operário seguiu criando as melhores chances da segunda etapa. Aos 31 minutos, Jiménez arriscou da intermediária e mandou a bola perto do poste esquerdo.

Mais uma chance do Operário aos 40 minutos. Rafael Chorão bateu escanteio da direita na cabeça de Bonfim, mas o zagueiro cabeceou no meio do gol e Lucas Frigeri fez fácil defesa.

A única chance de gol do Avaí saiu aos 42 minutos. Lourenço bateu cruzado da direita e Rodrigo Viana espalmou para o lado.

A última chance do Operário saiu aos 45 minutos. Roger recebeu na lateral da área e cruzou rasteiro para a marca do pênalti. Douglas Coutinho finalizou de primeira, mas mandou a bola à direita da meta.

LEIA MAIS: Neymar e outros dois jogadores do PSG estão com covid-19, diz jornal francês

Previous ArticleNext Article