Avião com jogadores da Chapecoense cai próximo a Medellín

Redação


Com UOL

As autoridades colombianas confirmaram a morte de 75 pessoas no acidente aéreo com a delegação da Chapecoense na madrugada desta terça-feira (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. Ainda não há confirmação oficial do nome das vítimas.

Seis pessoas foram resgatadas com vida do acidente, sendo quatro jogadores da Chapecoense: o lateral esquerdo Alan Ruschel, os goleiros Danilo e Follmann e o zagueiro Neto. O jornalista Rafael Henzel e a comissária de bordo Ximena Suarez completam a lista de sobreviventes. As informações são de hospitais da região e de familiares dos jogadores.

A Cruz Vermelha colombiana chegou a divulgar que o goleiro Danilo não havia resistido aos ferimentos e faleceu no hospital. Posteriormente, a entidade voltou atrás e recolocou o atleta entre os feridos que seguem sob cuidados médicos.

As primeiras informações sobre sobreviventes, divulgadas no início da manhã pelo general José Acevedo Ossa, membro da polícia local e responsável pelo resgate, e pelo prefeito de Medellín, Federico Guitiérrez Zuluaga, afirmavam que apenas cinco pessoas haviam sido encontradas vivas. Posteriormente, porém, o corpo de bombeiros divulgou o resgate do zagueiro Neto.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="400018" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]