Athletico vence o Bahia de virada e abre vantagem nas oitavas da Copa do Brasil

Com a vantagem obtida em Salvador, o Rubro-Negro joga pelo empate para seguir em busca do segundo título da Copa do Brasil

Pedro Melo - 22 de junho de 2022, 21:26

(José Tramontin/Athletico)
(José Tramontin/Athletico)

O Athletico derrotou o Bahia de virada por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (22), na Arena Fonte Nova, e encaminhou a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. Lucas Mugni, em cobrança de falta, colocou os baianos na frente, mas Christian e Pedro Rocha viraram para o time athleticano ainda no primeiro tempo.

Com a vantagem obtida em Salvador, o Rubro-Negro joga pelo empate para seguir em busca do segundo título da Copa do Brasil. O segundo jogo do confronto com o Bahia é no dia 12 de julho (terça-feira), às 20h30, na Arena da Baixada.

A próxima partida do Furacão é no sábado (25), às 16h30, contra o Red Bull Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro. Do outro lado, o Tricolor baiano joga no mesmo dia, às 16h, diante do Novorizontino, pela Série B.

ATHLETICO SAI ATRÁS, MAS VIRA AINDA NO PRIMEIRO TEMPO DIANTE DO BAHIA

O Athletico começou a partida pressionando o Bahia no campo de ataque, mas sofreu um gol logo na primeira chegada dos mandantes. Logo aos quatro minutos, Christian errou na saída de jogo e Rodallega foi derrubado por Nico Hernández na entrada da área. Na cobrança de falta, Lucas Mugni acertou a bola no ângulo de Bento, que tocou na bola, mas não evitou o gol.

A equipe rubro-negra não deu muito tempo para o Bahia comemorar a vantagem e empatou cinco minutos depois. Khellven recebeu no lado direito e cruzou para Christian. O volante dominou entre os marcadores e chutou forte para estufar a rede.

E a virada do Furacão saiu ainda no primeiro tempo. Aos 30, Luiz Henrique escorregou na tentativa de cortar o lançamento e a bola sobrou para Khellven. O lateral-direito invadiu a área e tocou para Pedro Rocha, que apenas empurrou para o gol.

No segundo tempo, o Bahia teve um início forte no ataque e teve boas chances de empatar a partida com Rodallega. A melhor delas foi logo aos três minutos, quando o atacante recebeu passe de Davó e chutou para a defesa de Bento.

O Bahia encontrou dificuldades para passar pela marcação do Athletico, que aproveitou os espaços para levar perigo. Aos 32 minutos, Pedrinho tabelou com Matheus Babi, ficou de frente para o gol, mas parou em grande defesa de Danilo Fernandes. E aos 43, Khellven arriscou chute cruzado da direita e o goleiro salvou mais uma vez.

Nos minutos finais, o time da casa foi todo para o ataque em busca do empate, mas não deu trabalho para o goleiro Bento.

FICHA TÉCNICA - BAHIA 1X2 ATHLETICO

Data, horário e local: quarta-feira (22), às 19h30, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Bahia: Danilo Fernandes; Douglas Borel (André), Ignácio, Luiz Otávio e Luiz Henrique (Djalma Silva); Rezende, Patrick de Lucca (Vitor Jacaré) e Lucas Mugni; Daniel, Rodallega e Matheus Davó (Raí). Técnico: Guto Ferreira.

Athletico: Bento; Khellven, Pedro Henrique (Matheus Felipe), Nico Hernández e Abner; Hugo Moura, Christian (Erick) e David Terans (Léo Cittadini); Pedro Rocha (Pedrinho), Pablo (Matheus Babi) e Tomás Cuello. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Arbitragem: Braulio da Silva Machado (SC), auxiliado por Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labbes (SC). O árbitro de vídeo é Rodrigo Nunes de Sá (RJ), com assistência de Silbert Faria Sisquim (RJ).

Gols: Lucas Mugni (BAH), aos 4' do primeiro tempo, Christian (CAP), aos 9' do primeiro tempo, e Pedro Rocha (CAP), aos 30' do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Vitor Jacaré, Rezende, Daniel, Douglas Borel, Guto Ferreira e Rodallega (BAH); Hugo Moura e Nico Hernández (CAP).

Público e renda: 20.235 pagantes/20.484 presentes/R$ 345.634,00.