Bahia vence Ceará nas penalidades e conquista quarto título da Copa do Nordeste

Jorge de Sousa

Bahia vence Ceará nas penalidades e conquista quarto título da Copa do Nordeste

O Bahia venceu o Ceará nas penalidades por 4 a 2 (2 a 1 no tempo normal) na tarde deste sábado (8) e conquistou o quarto título da Copa do Nordeste.

Rodriguinho (em cobrança de pênalti) e Gilberto marcaram os gols do Bahia, enquanto Jael descontou para o Ceará na partida realizada no Castelão, em Fortaleza, sem presença de público devido a pandemia da Covid-19.

Nas cobranças de pênalti, Richard chegou a defender o pênalti de Thonny Anderson, mas Matheus Texeira espalmou a cobrança de Jorginho e Marlon bateu para fora.

O título deixou o Bahia junto do Vitória como maiores campeões da história da Copa do Nordeste com quatro conquistas. Já o Ceará perdeu a invencibilidade após duas edições e segue com duas conquistas.

Esse também foi o primeiro título do técnico Dado Cavalcanti como técnico do Bahia. O treinador assumiu a equipe na reta final do último Campeonato Brasileiro, tendo conseguido livrar o clube do rebaixamento na competição.

MATHEUS TEIXEIRA VIRA HERÓI DO BAHIA NAS PENALIDADES

A primeira chance da final foi criada pelo Ceará. Aos oito minutos, Vina bateu escanteio da direita e Oliveira cabeceou a bola no canto direito para Matheus Teixeira espalmar pela linha de fundo.

O Bahia conseguiu responder aos 27 minutos. Matheus Bahia arriscou finalização da entrada da área e acertou a rede pelo lado fora, a direita da meta de Richard.

Rodriguinho ficou perto de abrir o placar aos 38 minutos. Daniel encontrou o meia na área, que bateu cruzado rente ao poste direito.

Richard salvou o Ceará no final da primeira etapa. Aos 40 minutos, Thaciano recebeu na área e finalizou rasteiro para o goleiro espalmar, com o rebote ficando com o meio, mas parando novamente no arqueiro do Ceará.

No minuto seguinte, Rodriguinho aproveitou sobra na entrada da área e rematou cruzado para Richard espalmar novamente.

Vina teve grande chance para ampliar a vantagem do Ceará aos 42 minutos. O meia foi lançado por Stiven Mendoza, fintou Matheus Teixeira, mas o drible ficou longo e Vina errou o passe para o meio da área.

Mas aos 16 minutos do segundo tempo, o VAR chamou o árbitro Denis da Silva Ribeiro Serafim para avaliar uma lance de bola na mão de Luiz Otávio, após cabeçada de Gilberto. Após revisão, o juiz confirmou a penalidade.

Rodriguinho foi para a cobrança e bateu com categoria no canto esquerdo, deslocando Richard para abrir o placar.

O Bahia seguiu na pressão e ampliou o marcador aos 25 minutos. Rodriguinho encontrou Gilberto na entrada da área e o centroavante bateu cruzado no canto direito para balançar as redes.

Só que o Ceará se manteve firme e balançou as redes aos 38 minutos. Marlon cruzou rente a linha de fundo e Jael apareceu livre para testar no canto direito de Marcelo Teixeira.

Na decisão por pênaltis, Rodriguinho bateu no ângulo esquerdo, Lima colocou rasteiro no canto esquerdo, Matheus Galdezani bateu firme no canto esquerdo, Matheus Teixeira pegou o pênalti de Jorginho no canto esquerdo, Richard defendeu cobrança de Thonny Anderson no canto direito, Marlon bateu com paradinha a esquerda do poste, Lucas Araújo bateu firme no meio do gol, Fernando Sobral também acertou o canto esquerdo e Conti fechou a partida com uma cobrança firme no centro da meta.

LEIA MAIS: Chelsea vence de virada e adia título do Manchester City na Premier League

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="762873" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]