Bahia vence e mantém o Fluminense preocupado com risco de rebaixamento

Folhapress


Em duas jogadas praticamente em sequência, o Bahia venceu o Fluminense, nesta quinta-feira (22), por 2 a 0, com gols de Zé Rafael e Edigar Junio. O resultado manteve os cariocas ainda preocupados na luta contra o rebaixamento, pois está a quatro pontos da zona da degola do Campeonato Brasileiro.

O Fluminense ocupa o 13º lugar, com 42 pontos, e já completa seis partidas sem vitória -dois empates e quatro derrotas- e sem fazer gol. O primeiro time da zona de rebaixamento é o Sport, com 38 pontos. Já o Bahia se manteve em 11º lugar, com 47 pontos, mas agora com o mesmo número do Santos, que é o décimo, e um ponto atrás do Botafogo.

O jogo na Fonte Nova foi amplamente dominado pelos donos da casa, que só não conseguiram abrir o marcador na etapa inicial por causa de defesas importantes de Rodolfo, titular na capital baiana.

Na próxima rodada, o Fluminense encara no domingo (25) o Internacional, às 19h, no Beira-Rio. No mesmo dia e horário, os baianos visitam o América-MG no Independência.
Ante um Fluminense cheio de baixas, o Bahia foi o senhor dos primeiros 45 minutos em Salvador. Muito melhor distribuído, os baianos jogaram pelos dois lados do campo e rondaram a área do Flu constantemente.

Não fosse a boa participação de Rodolfo, que substituiu Júlio César, os cariocas, que sequer ameaçaram Douglas, sairiam de campo com a derrota parcial. Marcelo Oliveira mandou a campo um time com três zagueiros, mas a equipe teve dificuldades para criar pelas laterais e também pelo meio. Na única vez que conseguiu tramar algo, Everaldo marcou, mas o auxiliar assinalou corretamente o impedimento.

Apesar do predomínio, o Bahia pareceu conformado com o ritmo morno da partida e não demonstrou muito ímpeto para liquidar logo a fatura.

Aos 11 minutos da etapa inicial, Rodolfo mostrou seu cartão de visitas e fez duas grandes defesas em sequência. Na primeira, espalmou cabeçada forte de Edigar Junio. No rebote, defendeu chute à queima roupa de Ramires. Ele também apareceu bem em outras oportunidades.

Figura de destaque do primeiro tempo, Rodolfo também chamou a atenção na etapa final. Desta vez, no entanto, de forma negativa. Em bom cruzamento de Bruno, o camisa 39 saiu em falso e perdeu no alto para Zé Rafael, que cabeceou para o gol vazio aos sete minutos.

Três minutos depois, nova falha da zaga, mas dessa vez de Paulo Ricardo. Em recuo mal feito para o goleiro, Edigar Junio dividiu com Rodolfo e levou a melhor, marcand o segundo gol. Se não tinha poder algum de criação, o gol praticamente liquidou o Fluminense.

O time tricolor só levou algum susto no fim da partida. Aos 40 minutos, o goleiro Douglas fez a sua primeira defesa em todo jogo, o que mostra a fragilidade dos visitantes na partida em Salvador.

Previous ArticleNext Article