Baptista e Micale detonam políticos e defendem caminhoneiros

Francielly Azevedo


Os técnicos Eduardo Baptista, do Coritiba, e Rogério Micale, do Paraná Clube, soltaram o verbo após os jogos da rodada deste fim de semana, ao serem questionados sobre um possível cancelamento dos jogos por causa da greve dos caminhoneiros. O Coritiba venceu o Vila Nova, por 2 a 0, na sexta-feira (25), enquanto o Paraná Clube empatou com o Atlético-PR, sem gols, neste domingo (27).

O Coxa joga com o Londrina, no estádio do Café, nesta terça-feira (29), às 21h30. Com a falta de combustíveis nos aeroportos, a rodada corre o risco de não acontecer. Questionado sobre essa possibilidade, Baptista foi taxativo e não poupou palavras para falar sobre a situação política do país. “Se não tiver jogo não tem problema, o Campeonato Brasileiro fica em segundo plano. O país vive um caos. Hoje eu assisti o Marum (Ministro da Secretaria de Governo) falando, dando risada como se não acontecesse nada. Essa falta de honestidade, essa cara de pau. Se não tiver jogo, tudo bem. O futebol fica em segundo plano e essa desonestidade nos deixa muito triste”, disse

Após o duelo entre Paraná e Atlético, na Vila Capanema, o comandante Tricolor também desabafou. “Nós temos um país na política, extremamente corrupto. Não sou aqueles caras politicamente corretos neste tipo de assunto. Não quero ver minhas filhas, meu neto, crescendo em um país com esse tipo de gente administrando. Não vou generalizar e dizer que são todos, mas a grande maioria é. Uma lama, corrupção, gente morrendo todos os dias nos hospitais. Tem gente morrendo de fome e comida sendo jogada no lixo. E a culpa não é dos caminhoneiros, a culpa é dos políticos que não fazem absolutamente nada pelo povo brasileiro”, ressaltou.

Baptista também falou sobre o desperdício de alimento e isentou os caminhoneiros. “O país vive uma incompetência, uma falta de honestidade dos nossos políticos. Eu fiquei emocionado, eu vi o pessoal do leite jogando leite na rua e tanta gente passando fome. Onde eu moro tem tanta gente na rua pedindo dinheiro para um prato de comida e a gente tem que jogar leite fora”, lamentou.

Por fim, Baptista pediu que a população responda nas urnas em outubro. “Vamos votar certo, tirar essa cambada de corruptos que matam tanta gente. Essas pessoas não são ladrões. Essas pessoas são assassinas. Assassinas. É PT, PSDB, PMDB, UDT, PTC, todas as siglas: todos ladrões, todos sem-vergonhas, que matam crianças, mulheres, homens, brasileiros, o nosso país”, protestou.

A greve dos caminhoneiros entrou no 8º dia nesta segunda-feira (28). Ontem o presidente Michel Temer chegou a anunciar que o Governo vai atender praticamente todas as solicitações da categoria.

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="526359" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]