Bayern vence o PSG e é campeão da Champions pela 6ª vez

Vinicius Cordeiro

psg bayern champions

Com gol de Coman, o Bayern de Munique é campeão da Champions League pela sexta vez na história. O time venceu o PSG de Neymar por 1 a 0 e conquistou o hexacampeonato. A final foi disputada no estádio da Luz, em Portugal, conforme os protocolos determinados pela UEFA.

O jogo foi equilibrado e com muitas chances para os dois lados, mas o destaque foi Neuer. O goleiro alemão foi uma espécie de muralha e defendeu tudo. Os bávaros ainda conquistam o triplete após conquistar a Bundesliga e a Copa da Alemanha.

Com mais esse título, o Bayern iguala o Liverpool como o terceiro maior vencedor da Champions. Ambos têm seis taças, atrás do Milan, que já levantou o troféu sete vezes, e Real Madrid, campeão em 13 edições.

Antes desse ano, o Bayern havia sido campeão nas temporadas 1973/74, 1974/75, 1975/76, 2000/01 e 2012/13.

A cereja do bolo é o atacante Robert Lewandowski, que termina o torneio como artilheiro. Foram 15 gols em nove jogos do polonês, candidato forte ao prêmio de melhor jogador do ano.

Neymar, campeão pelo Barcelona em 2014/15, sofre o revés e perde a chance de selar seu nome na história do PSG. Mbappé também segue sem o troféu da Champions após ter vencido a Copa do Mundo pela França em 2018.

BAYERN VENCE O PSG E É CAMPEÃO DA CHAMPIONS 19/20

Lewandowski carimbou a trave do PSG no primeiro tempo(Divulgação/UEFA Champions League)

O primeiro tempo ficou com o placar zerado mesmo com ótimas chances para os dois lados. O PSG foi quem assustou primeiro: Neymar ficou cara a cara com Neuer e bateu firme, mas o goleiro alemão brilhou. O brasileiro ainda tentou o passe no rebote e viu o camisa 1 interceptar a jogada de novo.

A resposta do Bayern veio de Lewandowski. Mesmo com pouco espaço, o atacante girou e bateu mascado para carimbar a trave. Depois o atacante subiu bem entre os dois zagueiros e exigiu uma defesaça de Navas.

O PSG voltou a assustar com Mbappé: ele roubou na bola na linha da área e tabelou com Herrera, mas chutou fraco e em cima de Neuer. Por fim, o Bayern teve duas chances: Gnabry bateu rasteiro para a defesa do goleiro e saiu para os vestiários reclamando de um suposto pênalti

O segundo tempo voltou com os ânimos elevados. Gnabry cometeu falta em Neymar e gerou discussão com Paredes. O Bayern passou a gostar mais do jogo e marcou aos 14 minutos. Kimmich cruzou da direita, Kehrer errou na marcação e Coman completou para as redes.

O PSG tentou reagir, mas o chute de Marquinhos parou em Neuer e Neymar bateu por cima. No fim, o goleiro alemão brilhou de novo em chute de Choupo-Moting e garantiu o título do Bayern.

Previous ArticleNext Article