Prefeito do Rio dá aval para retorno do Carioca e diz que Bolsonaro vai a jogo

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, é favorável ao retorno do Campeonato Carioca na próxima quinta-feira (18..

Redação - 16 de junho de 2020, 15:21

Rio de Janeiro (RJ), 16/06/2020 - Maracanã - Fotos de arquivo para ilustrar matéria do aniverssário do estadio Jornalista Mário Filho,mais conhecido como Maracanã,que completa hoje,terça-feira (16),70 anos da sua inauguração em 1950,na cidade do Rio de Janeiro. (Foto: Alexandre Durão/Código 19/Folhapress)
Rio de Janeiro (RJ), 16/06/2020 - Maracanã - Fotos de arquivo para ilustrar matéria do aniverssário do estadio Jornalista Mário Filho,mais conhecido como Maracanã,que completa hoje,terça-feira (16),70 anos da sua inauguração em 1950,na cidade do Rio de Janeiro. (Foto: Alexandre Durão/Código 19/Folhapress)

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, é favorável ao retorno do Campeonato Carioca na próxima quinta-feira (18), com a partida entre Flamengo e Bangu no Maracanã. A tabela ainda não foi oficializada, mas o arbitral da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) será retomado às 20h desta terça-feira (16) - Botafogo e Fluminense já se manifestaram contra a retomada do Estadual por causa da pandemia do coronavírus.

"Flamengo e Vasco acham que podem voltar, e a fase permite. Botafogo e Fluminense: 'Não vamos voltar'. Então, o acordo tem que ser feito assim: Flamengo e Vasco jogam entre si e com clubes que querem jogar, e os clubes que não querem jogar, a federação tem que ter todo o respeito e eles passam a jogar em julho", disse Crivella.

O prefeito do Rio de Janeiro ainda revelou que o presidente Jair Bolsonaro deve comparecer no jogo da retomada do Carioca e que por isso o jogo não será completamente vazio. Vale lembrar que as regras para o retorno do futebol, no mundo inteiro, só é permitido sem público.

"O presidente Bolsonaro prometeu que vem. Então, não vai ser vazio, o presidente Bolsonaro disse que vai vir ver o jogo", completou o prefeito.

Por fim, ele revelou ainda que não há problema algum com o fato do jogo entre Flamengo e Bangu ser realizado no Maracanã, mesmo que o estádio esteja sendo um dos hospitais de campanha contra a Covid-19.

"Não tem problema. O jogo são só os jogadores, vão entrar por um portão que não tem ligação com o hospital de campanha. A imprensa é restrita, com todas as normas de segurança. A vigilância sanitária vai estar para fiscalizar", finalizou.