Corinthians tem 1º tempo dos sonhos, bate o Botafogo no Rio e afasta crise

O Corinthians não tomou conhecimento do Botafogo, abriu três gols de vantagem no primeiro tempo com uma atuação de gala do meia Willian e venceu por 3 a 1

Yago Rudá - Folhapress - 10 de abril de 2022, 18:50

(Rodrigo Coca/Agência Corinthians)
(Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Nem mesmo o mais otimista dos corintianos esperava uma estreia tão boa no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (10), fora de casa e com o estádio Nilton Santos lotado, o Timão não tomou conhecimento do Botafogo, abriu três gols de vantagem no primeiro tempo com uma atuação de gala do meia Willian e venceu por 3 a 1, com gols de Paulinho, Gustavo Mantuan e Lucas Piton, enquanto Diego Gonçalves descontou para o Fogão. De quebra, o Timão espantou a crise que rondava o Parque São Jorge.

O Corinthians teve um início arrasador na partida e não deu chances para o Botafogo nos primeiros 45 minutos de jogo. Com a larga vantagem, o técnico Vítor Pereira se deu ao luxo de tirar Paulinho e Willian -dois de seus melhores jogadores na partida- e passou a ter uma formação mais defensiva. Na etapa final, o Botafogo dominou as ações da partida, chegou a descontar, mas nada suficiente para evitar a derrota em casa na estreia do Brasileirão.

A partida no Nilton Santos começou disputada, com o Botafogo tentando organizar o jogo pelo meio de campo e o Corinthians apostando na intensidade de seus pontas e foi exatamente desta forma que o Timão abriu o placar. O volante Maycon recebeu a bola ainda no campo de defesa, tocou em profundidade para Willian, que passou pela defesa adversária e tocou para trás achando o volante Paulinho infiltrando na área e marcando o gol.

Pouco depois do primeiro gol, o Corinthians encontrou o segundo em jogada de escanteio. Maycon cobrou na cabeça de João Victor, que jogou a bola para o alto. O atacante Róger Guedes ganhou do zagueiro botafoguense no rebote e encontrou Gustavo Mantuan livre na pequena área para marcar o segundo. O VAR analisou um possível impedimento de Guedes na jogada, mas não encontrou infração no lance.

Em jogada muito parecida com a do primeiro gol, o camisa 10 Willian tabelou com Lucas Piton pelo lado esquerdo e foi até a linha de fundo. O meia cruzou rasteiro, e o lateral teve tempo para dominar a bola entre dois marcadores e chutar cruzado, sem chances de gol para Gatito Fernández.

Com três gols de vantagem, o técnico Vítor Pereira tirou Paulinho e Willian no intervalo para preservá-los de olho na Copa Libertadores, enquanto o Fogão fez três mudanças e se lançou ao ataque. O panorama da partida mudou, com o Corinthians muito mais atento aos contra-ataques e o Fogão jogando no campo de defesa do adversário.

O Botafogo conseguiu um pênalti na metade do segundo tempo. Em bola disputada na área, o garoto Matheus Nascimento recebeu de costas para o gol, protegeu o lance e viu o lance Roni acertar uma bica em seu tornozelo esquerdo. O árbitro marcou a infração, porém não deu o segundo amarelo para o corintiano. Na cobrança, Diego Gonçalves deslocou Cássio e recolocou o Fogão na partida.

O Botafogo tem a semana livre para se recuperar da derrota em casa. No próximo domingo (17), o clube da Estrela Solitária visita o Ceará, no Castelão, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

O Corinthians entra em campo na próxima quarta (13), às 21h (horário de Brasília), para enfrentar o Deportivo Cali pela fase de grupos da Copa Libertadores. O jogo acontece na Neo Química Arena.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1x3 CORINTHIANS

Data: 10/04/2022
Local: estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (BRA)
Hora: 16h (de Brasília)
Cartões amarelos: Kanu (Botafogo); João Pedro, Roni, Luís Miguel (assistente), Raul Gustavo e João Victor (Corinthians)
Gols: Paulinho, do Corinthians, aos 16 minutos do 1º do tempo; Gustavo Mantuan, do Corinthians, aos 26 minutos do 1º tempo; Lucas Piton, do Corinthians, aos 43 minutos do 1º tempo (0-3); e Diego Gonçalves, do Botafogo, aos 20 minutos do 2º tempo.

BOTAFOGO
Gatito Fernández; Saravia (Daniel Borges), Philipe Sampaio, Kanu e Jonathan Silva (Hugo); Luís Oyama (Romildo), Patrick de Paula, Lucas Piazon (Diego Gonçalves), Chay e Victor Sá; Erison (Matheus Nascimento). Técnico: Betinho.

CORINTHIANS
Cássio; João Pedro, João Victor, Raul Gustavo e Lucas Piton; Du Queiroz, Maycon (Giuliano) e Paulinho (Roni); Gustavo Mantuan (Gustavo Mosquito), Willian (Adson) e Róger Guedes (Giovane). Técnico: Vítor Pereira.