Brasil e Argentina jogarão Liga das Nações em 2024, diz vice da Uefa

Os planos da Uefa e da Conmebol em unir as seleções europeias e sul-americanas na Liga das Nações têm chance de sair do ..

UOL/Folhapress - 17 de dezembro de 2021, 15:00

(Lucas Figueiredo/CBF)
(Lucas Figueiredo/CBF)

Os planos da Uefa e da Conmebol em unir as seleções europeias e sul-americanas na Liga das Nações têm chance de sair do papel. Em entrevista nesta quinta (16), Zbigniew Boniek, vice-presidente da Uefa, afirmou que a edição do torneio de 2024 já será disputada em um novo formato, com Brasil e Argentina. A informação, entretanto, não foi confirmada pelas entidades que comandam o futebol na América do Sul e na Europa.

"Esta será a última edição da Liga das Nações nesse formato. Tivemos uma reunião com a Conmebol, a confederação de futebol da América do Sul. A partir de 2024, as seleções desse continente se juntarão a nós na competição", declarou Boniek em entrevista ao site polonês 'Meczyki'. A próxima edição da Liga das Nações começa no ano que vem.

Boniek não deu detalhes de como seria essa Liga das Nações turbinada. O vice-presidente da Uefa apenas indicou que Brasil, Argentina, Colômbia, Chile, Peru e Uruguai - as seis seleções melhores ranqueadas da América do Sul - devem entrar na Liga A, ao lado das seleções de elite da Europa. Bolívia, Equador, Paraguai e Venezuela entrariam na Liga B. Todos os jogos ainda devem ser disputados na Europa, para evitar um excesso de viagens entre os dois continentes.

A união das entidades vem em resposta aos planos da Fifa de fazer a Copa do Mundo um evento bienal. Tanto a Uefa como a Conmebol já declaram que não veem lógica no formato, que traria desgaste aos jogadores, seleções e campeonatos nacionais.

Como marco da união entre as duas entidades, a Conmebol inaugurou um escritório em Londres, na última quarta-feira (15), além de ter definido que a "Finalíssima", entre as campeãs da Eurocopa e da Copa América, Itália e Argentina, acontecerá na cidade inglesa em 1º junho de 2022.