Brasil tem jogo dos sonhos, atropela Peru e está nas quartas de final da Copa América

Sob gritos de "olé", o Brasil goleou o Peru por 5 a 0 neste sábado (22) e teve teve sua melhor atuação na Copa América 2..

Vinicius Cordeiro - 22 de junho de 2019, 17:54

SÃO PAULO,SP,22.06.2019:BRASIL-PERU - O jogador Roberto Firmino do Brasil comemora gol durante a partida entre Peru e Brasil, válida pela Copa América 2019, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), neste sábado (22). (Foto: Dhavid Normando/Futura Press/Folhapress)
SÃO PAULO,SP,22.06.2019:BRASIL-PERU - O jogador Roberto Firmino do Brasil comemora gol durante a partida entre Peru e Brasil, válida pela Copa América 2019, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), neste sábado (22). (Foto: Dhavid Normando/Futura Press/Folhapress)

Sob gritos de "olé", o Brasil goleou o Peru por 5 a 0 neste sábado (22) e teve teve sua melhor atuação na Copa América 2019. Casemiro, Roberto Firmino, Éverton, o melhor do jogo, Daniel Alves e Willian anotaram os gols que colocam a seleção brasileira em outro patamar.

O massacre brasileiro foi tão grande que, nos acréscimos, Gabriel Jesus ainda desperdiçou um pênalti.

42.317 pagantes, para um público total de 45.067 pessoas, acompanharam o duelo na Arena Corinthians, em São Paulo. Com exceção da estreia (público total de 46.342 pessoas), foi o maior público da competição. A renda foi superou os R$ 10 milhões.

MATA-MATA

Com o resultado, o Brasil garantiu o primeiro lugar do Grupo A (com sete pontos) e volta a campo na próxima quinta-feira (27), às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O adversário será conhecido apenas na segunda-feira (24), já que o rival será o melhor o terceiro colocado - do Grupo B ou C - com melhor campanha.

Para o confronto, o técnico Tite terá um desfalque certo: Casemiro está suspenso por ter tomado o segundo cartão amarelo.

Do outro lado, o Peru fica na torcida para avançar de fase. Para isso, precisa torcer para que Paraguai e Catar não vençam seus duelos contra Colômbia e Argentina, respectivamente.

TABELA

No outro jogo da chave, a Venezuela bateu a Bolívia por 3 a 1 e garantiu o segundo lugar. Os venezuelanos encaram o segundo lugar do Grupo B, que está sendo disputado por Paraguai, Catar e Argentina.

O DESTAQUE

Everton Cebolinha teve sua primeira chance como titular da seleção brasileira nesta Copa América e comandou o triunfo canarinho.

Antes da bola rolar, ele foi o nome mais comemorado pela torcida durante o anúncio da escalação no telão do estádio. Dentro de campo, era aplaudido em todas as suas participações. Não teve nenhum lance que o jogador do Grêmio não partiu para o drible e acabou sendo a principal arma do Brasil.

No meio campo, Arthur também chamou a atenção. Ditou o ritmo da equipe.

APAGADO

Ex-jogador do Corinthians, Paolo Guerrero teve um dia para esquecer. Na melhor chance que teve, em cobrança de falta, mandou a bola por cima do gol de Alisson. Foi o mais vaiado durante toda a partida e acabou sendo substituído após o quarto gol brasileiro.

OS GOLS

O Peru começou melhor na partida, mas viu o placar ser aberto por Casemiro. O camisa 5 aproveitou o cruzamento de Phillipe Coutinho e cabeceou na trave. No rebote, a bola bateu em Marquinhos e voltou para ele mesmo completar para as redes e ver o VAR validar o gol.

Assista:

https://www.facebook.com/paranaportal/videos/787934008307552/

O segundo gol saiu aos 18. O goleiro Gallese falhou feio e chutou a bola nas costas de Roberto Firmino. A bola bateu na trave e voltou para o atacante brasileiro. Com muita tranquilidade, ele cortou o peruano e chutou à la Ronaldinho Gáucho (tocando para um lado e olhando para o outro) para ampliar o marcador.

Aos 23, Gallese espalmou um chute de Everton, mas não fez o mesmo aos 31. O Cebolinha partiu para cima da marcação, puxou para o meio e bateu forte no contra-pé do camisa 1 para incendiar o estádio de vez.

A partir daí, o jogo virou espetáculo. A torcida brasileira gritou "olé" e os jogadores abusaram de lances plásticos.

ETAPA FINAL

O jogo continuou dominado pela seleção brasileira, que foi coroada com um gol coletivo. Daniel Alves arrancou pela direita, tabelou primeiro com Arthur e depois com Roberto Firmino para transformar a vitória em goleada.

Quando tudo parecia definido, Willian anotou mais um golaço aos 44 minutos. Ele recebeu o passe de Everton, na cobrança de escanteio, puxou para o meio e meteu no ângulo.

J