Brasil tropeça contra a Nigéria e aumenta pior série de Tite no comando da seleção

Vinicius Cordeiro

brasil nigéria seleção amistoso

O Brasil empatou o amistoso com Nigéria por 1 a 1 neste domingo (13) e aumentou a sequência de tropeços sob o comando de Tite. Aribo abriu o placar pelos africanos, mas Casemiro igualou o placar pela seleção brasileira na etapa final. 20.385 pessoas acompanharam o duelo no Estádio Nacional de Singapura.

Com o novo tropeço, o jejum de vitórias da seleção aumenta para quatro jogos desde o título da Copa América. São três empates (Nigéria, Senegal e Colômbia) e uma derrota (Peru).

Além disso, o jogo ainda ficou marcado pela nova lesão de Neymar. O camisa 10 acabou substituído por Philippe Coutinho aos 11 minutos de jogo. Exames mais detalhados devem ser feitos para se ter noção da gravidade e estimar o tempo de recuperação do jogador.

Entre os jogadores que atual no futebol brasileiro, apenas três tiveram chances. Daniel Alves e Everton ‘Cebolinha’ foram titulares, enquanto Gabigol entrou na segunda etapa.

Ou seja, os goleiros Santos e Weverton e o zagueiro Rodrigo Caio desfalcaram seus clubes no Campeonato Brasileiro e não foram utilizados nos amistosos da seleção.

Momento da substituição de Neymar. Foto : Pedro Martins / MoWA Press

PRÓXIMOS JOGOS

Por fim, a seleção brasileira ainda disputa mais dois amistosos em novembro. Provavelmente os adversários serão Argentina e Coreia do Sul, mas a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ainda vai confirmar as datas e os locais das partidas.

DESTAQUE

(Lucas Figueiredo / CBF)

O grande nome do Brasil no jogo foi Casemiro. O volante é peça insubstituível de Tite e manteve o nível de atuação.

Foi seguro defensivamente e apareceu no ataque. Além do gol, ainda carimbou a trave da Nigéria em outra oportunidade.

“Falando de resultado, é claro que nunca é favorável. Sem dúvida, queremos sempre a vitória. O resultado não é bom, mas dentro do que vínhamos apresentando, a resposta foi muito boa”, comentou Casemiro, em entrevista ao repórter Eric Faria, da Globo, após o final do jogo.

RESUMO DO JOGO

O primeiro tempo foi marcado pela atuação ruim da seleção brasileira. Logo aos dois minutos, Firmino recebeu dentro da área e girou para bater firme. Contudo, a resposta da Nigéria veio dois minutos mais tarde.  Osimhen arriscou de fora e exigiu ótima defesa do goleiro Ederson.

Aos 29, o goleiro Uzoho apareceu bem para defender o chute de Firmino e viu sua seleção abrir o placar cinco minutos depois. Simon recebeu pela esquerda e encontrou Aribo dentro da área. O meio campista deu um corte em Marquinhos e bateu firme para balançar as redes.

Renan Lodi fez uma boa partida em sua primeira vez como titular pela seleção. Foto : Pedro Martins / MoWA Press

No intervalo, Tite sacou Everton ‘Cebolinha’ para a entrada de Richarlison e o empate saiu no início da etapa final.

Aos dois minutos, o Brasil fez uma jogada ensaiada na cobrança de escanteio. Daniel Alves cruzou e Marquinhos cabeceou na trave.

Depois disso, a seleção brasileira construiu as principais chances. Aos 11, Gabriel Jesus soltou uma pancada e obrigou Uzoho a praticar grande defesa.

Aos 15, Casemiro cabeceou firme e carimbou a trave da Nigéria. Depois disso, o ritmo caiu e o amistoso só voltou a ferver na reta final.

Aos 40, Richarlison deu lindo passe para Renan Lodi. O lateral esquerdo cruzou rasteiro para Philippe Coutinho e o meia bateu fraco, desperdiçando a grande chance da virada.

Previous ArticleNext Article