Brasil vence o Uruguai e segue 100% no Pré-Olímpico

O Brasil venceu o Uruguai por 3 a 1 e segue invicto no Torneio Pré-Olímpico. A seleção brasileira abriu vantagem no prim..

Vinicius Cordeiro - 23 de janeiro de 2020, 00:23

Matheus Cunha, Paulinho e Pedrinho comemoram o segundo gol da vitória do Brasil. (Lucas Figueiredo / CBF)
Matheus Cunha, Paulinho e Pedrinho comemoram o segundo gol da vitória do Brasil. (Lucas Figueiredo / CBF)

O Brasil venceu o Uruguai por 3 a 1 e segue invicto no Torneio Pré-Olímpico. A seleção brasileira abriu vantagem no primeiro tempo contou com os gols de Pedrinho e Matheus Cunha, em cobrança de pênalti. Na etapa final, Pepê anotou um golaço de cobertura, mas viu Bueno descontar.

O duelo desta quarta-feira (22) foi realizado no estádio Centenário Armenia, na Colômbia.

O jogo ficou marcado pela intensidade e qualidade técnica do time brasileiro. Com passes rápidos e muita movimentação, o time comandado por André Jardine manteve o nível de atuação da estreia contra o Peru.

TABELA DO PRÉ-OLÍMPICO

Com o resultado, a seleção brasileira pré-olímpica chega aos seis pontos e lidera o Grupo B de forma isolada. Paraguai e Uruguai, com três pontos cada, aparecem na sequência. Enquanto isso, Peru e Bolívia ainda não somaram nenhum ponto.

O Brasil terá agora sua rodada de descanso (cada seleção tem uma) e só volta a jogar na semana que vem. O duelo contra a Bolívia está marcado para a próxima terça-feira (28), às 22h30 (horário de Brasília), no estádio Centenário Armenia.

Vale lembrar que os dois primeiros colocados de cada grupo se classificam à fase final, que será um quadrangular. No fim, as duas melhores seleções vão aos Jogos Olímpicos de Tóquio.

BRASIL SEGUE INTENSO

Pedrinho abriu o placar da partida. (Lucas Figueiredo / CBF)

O Brasil abriu o placar aos 14 minutos, quando Antony recebeu pela direita e cruzou para Pedrinho bater firme e balançar as redes.

Aos 29, a defesa uruguaia vacilou e Matheus Cunha acabou sendo derrubado pelo goleiro Arruabarrena dentro da área. O próprio camisa 9 bateu rasteiro, no meio do gol, e ampliou a vantagem brasileira.

Na etapa final, o Uruguai quase descontou. Ramírez cabeceou firme, mas Ivan praticou uma defesaça e viu Bueno desperdiçar o rebote.

O Brasil respondeu com uma jogadaça. Com três tabelas e vários toques de primeira, a bola sobrou para Paulinho chutar e carimbar a defesa uruguaia.

A seleção anotou o terceiro com Pepê. O atacante recebeu a enfiada de Matheus Henrique e ganhou da marcação na velocidade para sair na cara de Arruabarrena e dar um lindo toque por cobertura.

Entretanto, a Celeste descontou dois minutos mais tarde. Waller cobrou escanteio e Ivan saiu mal, o que permitiu que Bueno cabeceasse para o fundo das redes.