Cascavel CR troca de técnico e perde jogadores após falsificação de testes no Paranaense

Vinicius Cordeiro

cascavel cr polícia jogadores testes falsos

O Cascavel CR confirmou que Arthur Vaz assumiu o cargo de treinador e substitui Luiz Carlos Cruz, que pediu demissão após descobrir a falsificação dos exames para detecção de Covid-19. Na manhã desta segunda-feira, a PCPR (Polícia Civil do Paraná) abrir inquérito para apurar a origem dos testes falsos no Campeonato Paranaense.

Vaz era treinador da equipe sub-20 e vinha trabalhando como auxiliar no time principal. Além do comandante Luiz Carlos Cru, quatro jogadores pediram desligamento do clube: o goleiro Tom, o zagueiro Fernando e os atacantes Lucas Coelho e Wilsinho se despediram da equipe.

Na última quinta-feira, a FPF (Federação Paranaense de Futebol) acusou o Cascavel CR de falsificar exames de covid-19 nos atletas para jogo contra o Athletico.

A fraude foi verificada antes da bola rolar. Os zagueiros Casto e Lapa, além do volante Enzzo e o meia Gabriel Oliveira foram proibidos de entrar em campo. Com exceção de Enzzo, todos estavam escalados como titulares.

POLÍCIA INVESTIGA ESCÂNDALO NO CAMPEONATO PARANAENSE

O delegado Luis Carlos, da Demafe (Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos) ressaltou que o caso veio com uma desconfiança de uma profissional da Federação, que foi checar a veracidade dos testes para detecção da covid-19.

“Todos os exames apresentados eram de um laboratório da União da Vitória. Isso despertou suspeita e a pessoa da Federação entrou em contato com o laboratório. A médica, de pronto, disse que não tinha feito os exames e não tinha assinado nada”, afirmou.

Testemunhas da Federação e do laboratório devem ser ouvidos pela polícia, assim como funcionários do Cascavel CR. O inquérito será estendido para ver se alguma falsificação aconteceu anteriormente.

“Nós também temos a preocupação de que em outros jogos essa situação tenha ocorrido. Sendo assim, vamos verificar se aconteceu falsificação de exames em jogos que já foram realizados”, completou o delegado da Demafe.

CASCAVEL CR DEVE SER PUNIDO

O Cascavel CR aguarda por julgamento no TJD-PR (Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná), que pode levar à pena de suspensão entre 180 e 720 dias e multa entre R$ 100 e R$ 100 mil.

A tendência é que clube, presidente e jogadores sejam denunciados. Já a Federação terá que tomar medidas administrativas, com possibilidade até de exclusão da equipe no Campeonato Paranaense.

Por enquanto, o Cascavel CR segue a preparação para enfrentar o Rio Branco. O duelo está marcado para a próxima quinta-feira (29), às 15h30, na Estradinha, em Paranaguá.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="760116" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]