Caso Rony: Athletico obtém fim da suspensão e pode contratar novos jogadores

Redação

rony palmeiras athletico

O Athletico-PR está autorizado para fazer contratações registrar jogadores. O clube obteve vitória no “caso Rony” nesta quinta-feira (25) por decisão da CAS (Corte Arbitral do Esporte), que determinou o fim da suspensão aplicada pela FIFA em julho do ano passado.

Em tese, o Furacão não podia contratar novos jogadores, que caracteriza o “transfer ban”, até julho deste ano. O clube poderia apenas renovar contratos vigentes ou obter os jogadores que estavam emprestados para outras equipes.

Em nota divulgada no site oficial, o clube confirmou que a decisão desta quinta-feira (25) não terá novos desdobramentos e está com a situação totalmente regularizada.

O Club Athletico Paranaense vem informar a todos os seus torcedores que acaba de receber a decisão da Court of Arbitration for Sport (CAS) atribuindo parcial provimento ao recurso de apelação do CAP e determinando a definitiva e imediata retirada da suspensão disciplinar (“tranfer ban”) aplicada pela FIFA no caso que envolvia a contratação do Atleta Ronielson da Silva Barbosa (“Rony”).

Com esta decisão final da Suprema Corte Internacional do Desporto, o CAP fica liberado para efetivar registros e inscrever novos atletas no âmbito nacional e também internacional.

A expectativa é que o Athletico prossiga nas negociações para contar com os atacantes Matheus Babi, do Botafogo, e Ademir, do América-MG. Além deles, o clube ainda busca um lateral-direito no mercado.

ENTENDA O CASO RONY: ATHLETICO E PALMEIRAS FORAM PUNIDOS ANO PASSADO

O imbróglio foi causado pelo retorno de Rony ao futebol brasileiro. Em 2017, ele deixou o Cruzeiro e foi ao clube japonês por empréstimo porque o Ibirex não tinha condições de efetuar a compra. Contudo, os japoneses dizem terem resolvido o problema e acertado um vínculo de três anos com o atacante.

Rony, no entanto, alegou não ter concretizado nenhum contrato com o Albirex e retornou ao Brasil. Ele chegou a treinar no Botafogo, mas acertou com o Athletico Paranaense em 2018. O jogador ficou treinando por dois meses e esperou o Rubro-Negro ter liberação da própria FIFA para registrá-lo no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Rony e Palmeiras recorreram da decisão na CAS (Corte Arbitral do Esporte) e obtiveram vitória ainda no ano passado. Inicialmente, o jogador ficaria impedido de atuar por quatro meses.

Agora, o Athletico consegue a vitória no processo e é liberado para fazer novas contratações antes de completar o período de um ano de suspensão previsto.

Previous ArticleNext Article