Ceará arranca empate com América-MG nos acréscimos

Tratado como talismã pela torcida do Ceará, Arthur teve mais um dia de herói nesta segunda-feira (14), no empate por 2 a..

Roger Pereira - 14 de maio de 2018, 22:35

Foto: Divulgação Ceará
Foto: Divulgação Ceará

Tratado como talismã pela torcida do Ceará, Arthur teve mais um dia de herói nesta segunda-feira (14), no empate por 2 a 2 contra o América-MG. No Castelão, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, ele entrou no segundo tempo e sofreu o pênalti que Pio converteu nos acréscimos, garantindo o empate para o time alvinegro, que saiu perdendo por 2 a 0.

O empate é ruim para ambos. O América-MG desperdiça chance de entrar no G-4; enquanto o Ceará, mesmo com a reação, segue na zona de rebaixamento. Com sete pontos, a equipe mineira ocupa posição intermediária (décimo lugar) e pega o Botafogo no domingo (20). Na mesma data o time cearense, que tem três pontos na vice-lanterna, visita o Vitória buscando quebrar sequência de seis jogos sem vencer.

A obediência tática de Giovanni, o destaque da partida, rendeu dois gols ao América-MG. O comportamento do lateral esquerdo foi semelhante em ambos os lances: quando ele percebe as jogadas nas pontas, corre direto para a área. Nas duas vezes deu certo, pois a marcação não o acompanhou. Outro do América-MG que merece menção é o goleiro João Ricardo, que fez pelo menos três grandes defesas só no segundo tempo.

O time visitante foi melhor desde o começo ao entender que o melhor caminho para atacar era pelos lados. A receita adotada no primeiro tempo foi simples e eficaz: a cada saída de bola errada do adversário, o América-MG abria as jogadas e preenchia a área nos cruzamentos. Os dois gols de Giovanni saíram assim, aos 3min e aos 30min.

Mas depois a equipe mineira especulou com o resultado e ficou sitiada em seu campo.

Nos minutos finais do primeiro tempo, um escanteio levantado na área foi testado firme por Elton. Wescley, impedido, acompanha a bola até ela entrar. O bandeirinha não correu ao meio do campo, e teve sua conversa com o árbitro Eduardo Tomaz de Aquino acompanhada de perto pelos atletas das duas equipes. Ao final da conversa, o árbitro confirmou o gol de Elton, aos 38min.

No fim da partida, a estrela de Arthur brilha. O atacante de 20 anos teve seu nome cantado pela torcida assim que o Ceará ficou dois gols atrás no placar. O técnico Marcelo Chamusca só atendeu ao pedido aos 21 minutos do segundo tempo, colocando-o no lugar de Juninho. Arthur, que teve 11 gols em 12 jogos no Campeonato Cearense, foi travado no primeiro lance e no segundo sofreu pênalti de Messias. Pio chutou forte para marcar, aos 46min, decretando a igualdade no placar.