Chapecoense surpreende Atlético Mineiro e se mantém viva no Brasileiro

Jorge de Sousa

Chapecoense - Atlético Mineiro - Campeonato Brasileiro

Com o objetivo de conseguir um milagre nas rodadas finais para se livrar do rebaixamento, a Chapecoense venceu o Atlético Mineiro por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (30), e se manteve firme na briga pela permanência no Campeonato Brasileiro.

Os gols da Chapecoense foram marcados por Henrique Almeida e Everaldo.

O duelo válido pela 29ª rodada do Brasileirão foi realizado no Independência, em Belo Horizonte.

A vitória mantém a Chapecoense na 19ª posição com 21 pontos, atualmente nove pontos abaixo do Fluminense, primeira equipe fora da zona de rebaixamento do Brasileiro.

Já o Atlético Mineiro fica com 35 pontos na 13ª posição e ainda precisa somar pontos para se garantir livre do rebaixamento. No momento, a equipe está com seis pontos de vantagem para o Cruzeiro, primeira equipe dentro do Z-4 do Brasileiro.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo neste sábado (2), pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Atlético Mineiro encara o Fortaleza na Arena Castelão, às 17h.

Enquanto a Chapecoense recebe o São Paulo na Arena Condá, às 21h.

O JOGO

A Chapecoense quase abriu o placar aos três minutos. Dalberto foi lançado e na cara de Cleiton tentou o toque por cima do goleiro. Mas a finalização saiu torta e Guga saiu jogando pelo Atlético Mineiro.

Aos quatro minutos, a Chapecoense teve boa chance com falta na entrada da área. Bruno Pacheco finalizou para bela defesa de Cleiton.

No escanteio, Bruno Pacheco cobrou na marca do pênalti e Henrique Almeida cabeceou para o fundo das redes.

A Chapecoense seguiu melhor no jogo e quase ampliou o marcador aos oito minutos. Dalberto fez a jogada na linha de fundo e cruzou para Roberto. O meia chegou batendo de primeira e a bola passou perto do travessão.

A primeira chance de perigo do Atlético Mineiro foi aos 38 minutos. Otero bateu escanteio e após a rebatida da zaga, Luan recebeu na entrada da área e finalizou perto do travessão de Tiepo.

Nova chance do Atlético Mineiro aos 47 minutos. Luan serviu Nathan, que invadiu a área e finalizou no poste esquerdo.

Só que aos quatro do segundo tempo, quem marcou foi a Chapecoense. Henrique Almeida recebeu na área e finalizou em cima da marcação. A sobra ficou com Everaldo que pegou de primeira para o fundo das redes.

O Atlético Mineiro respondeu aos seis minutos. Cazares fez boa jogada e cruzou para Ricardo Oliveira. O atacante estava sozinho, mas cabeceou mal e a bola foi por cima do gol.

Aos 14 minutos, o árbitro de vídeo entrou em ação. Guga invadiu a área e Dalberto empurrou o lateral. Após a consulta ao VAR, a arbitragem de campo confirmou a penalidade.

Só que Di Santo bateu no canto direito e Tiepo foi buscar para fazer bela defesa.

O VAR novamente apareceu ao anular um gol do Atlético Mineiro. Na jogada, Cazares cobrou escanteio e Réver empurrou Elicarlos, antes de ajeitar de cabeça para Igor Rabello, que empurrou a bola para o fundo das redes. Na consulta ao árbitro de vídeo, a arbitragem de campo invalidou a jogada.

A última chance de gol do Atlético Mineiro saiu aos 51 minutos. Otero bateu falta da intermediária perto do travessão de Tiepo.

Previous ArticleNext Article