Chapecoense vence Ceará e se mantém vivo na luta contra o rebaixamento

Folhapress

Chapecoense - Ceará - Campeonato Brasileiro

A Chapecoense venceu o Ceará por 1 a 0 neste domingo (17) na Arena Condá, em Chapecó. Na partida realizada 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante Everaldo foi o responsável por conquistar os três valiosos pontos para a Chape na corrida contra o rebaixamento e marcou seu 12° gol.

Com o resultado, a Chapecoense fica na 19ª posição, com 25 pontos, e continua a busca por pontos para se salvar das últimas quatro posições. Já o Ceará fica em 15°, com 36 pontos, tentando se distanciar do Z-4.

Na próxima semana, a equipe de Chapecó enfrenta o Avaí na Ressacada, no domingo (24). O Ceará recebe o São Paulo na Arena Castelão no mesmo dia.

O JOGO

Thiago Galhardo e Amaral tiveram chances logo no início do primeiro tempo, mas a bola não entrou. A Chape começou a chegar no campo de ataque com Renato, e depois com Camilo assustando o goleiro Diogo Silva, que conseguiu agarrar a bola.

O Ceará continuou pressionando e trocando passes na intermediária. Luiz Otávio fez passe para Galhardo, que tentou mandar direto para o gol, mas a bola desviou em Amaral. Thiago errou outra de cabeça e mandou para fora.

Mais chances vieram para o Ceará com Felipe Silva, Bergson e Fabinho, mas o goleiro João Ricardo bloqueou.

Para a Chapecoense, algumas chances apareceram, sem sucesso. Amaral e Everaldo subiram para desviar uma bola de escanteio para o gol e a bola passou raspando a trave. Everaldo finalizou de novo e o goleiro do Ceará segurou. Ele ainda teve mais uma chance, estava sozinho na área, mas Luiz Otávio chegou em um carrinho preciso, tirando a bola dos pés do atacante.

Sem alterações para o segundo tempo, a primeira chance veio para o Ceará, com uma boa entrada de Chico para Galhardo, mas a defesa da Chapecoense bloqueou.

Aos 9 da segunda etapa, Chico chegou no rebote e marcou para o Ceará. A comemoração foi rápida, pois o VAR anulou o gol por impedimento.

Bergson teve outra chance ao receber o escanteio e cabecear para o chão, mas o goleiro João Ricardo defendeu.

A equipe de Santa Catarina chegou na área adversária com Everaldo e Henrique Almeida, sem sucesso. Houve mais chances para a Chape, com Henrique e Bruno Pacheco.

O gol da vitória veio com Everaldo, aos 37 do segundo tempo, salvando a Chape.

Previous ArticleNext Article