Chelsea supera o Real Madrid e encara o City na final da Champions

Vinicius Cordeiro

chelsea real madrid champions manchester city final

Com amplo domínio, o Chelsea derrotou o Real Madrid por 2 a 0 e está na terceira final da sua história na Champions League. Os Blues contaram com os gols de Werner e Pulisic para superar os espanhóis e transformar a decisão da Liga dos Campeões com dois clubes ingleses. O adversário pela taça será o Manchester City, que bateu o PSG de Neymar ontem.

Depois do empate por 1 a 1 no jogo de ida, em Madrid, o Chelsea voltou a ser superior que o rival. Foram diversas as chances desperdiçadas pela equipe comandada por Thomas Tuchel, que chega na briga pelo título europeu pelo segundo ano seguido.

A final da Champions está marcada para o dia 29 de maio e será realizada no Estádio Olímpico Atatürk, em Istambul, na Turquia. Vale lembrar que, em 2019 (Liverpool x Tottenham) e 2008 (Chelsea x Manchester United) foram as outras duas finais inglesas da Liga dos Campeões neste século.

Curiosamente, Chelsea e Manchester City se enfrentam na próxima rodada da Premier League. O jogo marcado para às 13h30 (horário de Brasília) deste sábado (8) pode selar o título para os Citizens. O time treinado por Pep Guardiola lidera o torneio nacional com 80 pontos, 13 de vantagem sobre o vice-líder Manchester United.

Já o Real Madrid segue na briga emocionante pelo título do Campeonato Espanhol na tentativa de salvar a temporada. O time tem os mesmos 74 pontos do Barcelona, mas está em terceiro lugar devido ao número de vitórias (23 para o Barça e 22 do Real). O Atlético de Madrid tem dois pontos a mais, mas visita o Barcelona neste sábado (8), às 11h15. No domingo (9), o Real Madrid recebe o Sevilla no estádio Alfredo Di Stéfano.

CHELSEA DESPERDIÇA CAMINHÃO DE CHANCES, MAS VENCE O REAL E VOLTA À FINAL DA CHAMPIONS

Sergio Ramos voltou de lesão, mas não evitou a eliminação merengue. (DIvulgação/Real Madrid)

O placar foi pequeno, mas o número de chances desperdiçadas pelo Chelsea foi gigante.

O Real Madrid teve mais posse de bola, mas parou no goleiro Mendy após os chutes de Kroos, Modric e Benzema.

Do outro lado, o zagueiro Rudiger soltou uma pancada e exigiu linda defesa de Courtois. Depois disso, a arbitragem pegou impedimento de Werner e anulou o primeiro gol inglês. Contudo, o atacante alemão voltou a marcar aos 27 minutos e colocou os donos da casa em vantagem. Havertz ficou cara a cara com o goleiro, mas acertou o travessão. Por sorte, Werner apareceu sozinho para mandar a bola para as redes.

Na etapa final, o Real não produziu quase nada e teve sorte. Mount saiu na cara do gol, Thiago Silva cabeceou firme e Pulisic bateu firme, mas todas as finalizações foram pela linha de fundo. Na reta final, quando tudo parecia controlado, Pulisic tocou para Pulisic completar para o fundo do gol e selar a classificação do Chelsea.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="762373" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]