Cianorte vence Santa Cruz por 1 a 0, avança à terceira fase e faz história na Copa do Brasil

Rafael Nascimento


O Cianorte fez valer seu campo de campo e venceu o Santa Cruz por 1 a 0 na noite desta terça-feira (13), no Estádio Albino Turbay, no Noroeste do Paraná, pela segunda fase da Copa do Brasil.

A vitória em jogo único garante o Leão do Vale na terceira fase e iguala a melhor campanha da história do clube na competição nacional – em 2018, a equipe passou por ABC e Criciúma, mas parou no Internacional. Também rende R$ 1,7 milhão aos cofres do Cianorte.

O gol milionário foi anotado pelo capitão Maurício, aos 20 minutos do segundo tempo.

O Cianorte aguarda o sorteio da terceira fase da Copa do Brasil para conhecer seu próximo adversário na disputa – a terceira fase conta com a entrada dos times que disputam a Copa Libertadores e os campeões da Série B, Copa do Nordeste e Copa Verde.

Sem jogos homologados pela Federação Paranaense de Futebol (FPF), o time paranaense aguarda a retomada do Campeonato Paranaense para voltar a campo.

Já o Santa Cruz, vice-líder do Campeonato Pernambucano, encara no próximo domingo (18) o rival Náutico, nos Aflitos.

PRIMEIRO TEMPO DE POUCAS EMOÇÕES NO ALBINO TURBAY

Cianorte e Santa Cruz adotaram uma postura de respeito e muito estudo ao adversário, sem correr riscos no início do jogo. A primeira investida foi do time pernambucano aos 8 minutos, após contra-ataque puxado por Pipico e arremate de Madson, sobre o gol do goleiro Bruno.

O Leão do Vale passou a acumular maior posse de bola e por vezes encurrava o adversário, mas apesar de rondar a área do Santa só foi levar perigo aos 21 minutos, com Gabriel Calabres.

O time da casa ficou em vantagem numérica aos 31 minutos: em disputa de bola na lateral, com a bola fora do campo, o lateral Augusto Potiguar deixou o braço no rosto do atacante Grafite, levou o cartão vermelho e foi expulso.

Com um homem a mais, o Cianorte passou a ditar o ritmo do jogo. Calabres, em chute de fora da área, e Rael, na bola parada, por muito pouco não abriram o placar no Albino Turbay, mas o Santa Cruz, inteiramente postado atrás da linha da bola, se segurou.

LEÃO DO VALE PRESSIONA O SANTA E DEFINE CLASSIFICAÇÃO NA ETAPA FINAL

O Santa voltou do intervalo em busca de uma bola e quase surpreendeu logo aos 4 minutos da etapa final com Ítalo Melo, que havia acabado de entrar no jogo. A partir daí, entretanto, só deu Cianorte.

Aos 10 minutos Rael obrigou o goleiro Jordan a se esticar para evitar o gol. O mesmo Rael, aos 20 minutos, cobrou o escanteio na medida para o zagueiro Maurício, que desviou de cabeça para o gol, sem chances para Jordan: 1 a 0.

O gol deixou o Leão do Vale mais leve em campo, que passou a empilhar boas chances de ampliar o placar. Na principal delas, Pachu ajeitou de peito para Morelli, mas o camisa 8, na cara do gol, chutou pra fora.

Na reta final, o Santa Cruz foi para o tudo ou nada e se lançou todo ao ataque, mas os donos da casa suportaram a pressão pernambucana, cozinharam o jogo e garantiram o resultado histórico.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="757363" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]