Com curitibano em campo, poloneses se preparam para estreia na Copa

Francielly Azevedo - CBN Curitiba


A Polônia entra em campo ao meio-dia, pelo horário de Brasília, nesta terça-feira (19), contra a seleção de Senegal. O duelo será a estreia dos poloneses na Copa do Mundo, e fecha a primeira rodada da fase de grupos do mundial.

Tadeu Kawalec, mais conhecido como Tadeu do Pierogi, é nascido na Polônia, mas chegou ao Brasil em 1989. E será um dos vários poloneses que moram em Curitiba que estará ansioso pela partida.

“Eu tenho o privilégio de torcer para o Brasil e para a Polônia. Coração dividido, mas sempre um de cada vez”, contou.

A seleção da Polônia também tem outro detalhe: o zagueiro da equipe, Thiago Cionek, de 32 anos, é nascido em Curitiba. Bisneto de poloneses, ele conseguiu a cidadania em 2011, conforme conta Valdir Luiz Dias, presidente do Conselho Deliberativo do Vila Hauer, onde o atleta começou.

“Por ele ter descendência polonesa, as pessoas lá onde ele jogava, em um time da segunda divisão, fizeram um abaixo assinado para ele conseguir a cidadania. E assim aconteceu, ele disputou a Eurocopa e foi chamado para seleção pelo alto nível do futebol que ele desempenha”, lembrou.

Só que embora quase todo mundo fale por aqui, a pronúncia do nome de Cionek, não é essa. Os alunos do Grupo Folclórico Karolinka, de São Mateus do Sul, fizeram até um vídeo para ajudar a torcida paranaense com a pronúncia correta.

Thiago iniciou na escola de futebol do Vila Hauer aos 15 anos, na categoria juvenil. Por lá, permaneceu durante um ano e meio até ser encontrado por um empresário. Jogos em vários times do país e foi para o futebol europeu. Segundo Valdir, a trajetória de sucesso é motivo de empolgação entre as crianças e adolescentes que jogam no clube.

“Empolgados e sabendo que ali do nosso gramado saiu um jogador a nível de Copa do Mundo. Uma pena que não é pelo Brasil, mas ele se destacou pela Polônia e que tenha sucesso”, desejou.

E voltando ao Tadeu do Pierogi, ele conta que foi aluno de Carol Wojtyla, o papa João Paulo II, que foi canonizado pela Igreja Católica e se tornou santo. A benção à seleção, segundo Tadeu, está garantida.

“Deve estar torcendo dos altos do céu, o santo papa. João Paulo II é um torcedor de primeira classe. Eu tenho pedido proteção, interseção e tudo isso”, revelou.

Então reforçando, o jogo da Polônia será ao meio-dia, contra o Senegal, pelo Grupo H.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="530826" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]